A quadratura de Sócrates

(Por Estátua de Sal, 13/10/2017)

quadratura1

(Dedico este texto ao comentador habitual deste blog, José Neves. Ele sabe bem porquê..  🙂 )

A novidade da Quadratura do Círculo de hoje, foi a forma sibilina como se pretendeu – para já muito ao de leve -, colar António Costa e membros do actual Governo, e até o PCP, ao caso Marquês: não há como não soubessem o que Sócrates andava a fazer, havia tantos indícios anteriores do “mau carácter” de Sócrates – diz o Pacheco -, que a presunção de inocência não deve impedir que se discuta o caso, como se tudo de que é acusado fosse verdade e não tenha que ser provado. A falta de lisura de Pacheco é gravíssima em alguém que se quer fazer passar por impoluto justiceiro e paladino da ética e da justiça.

Ele que tanto privou com Oliveira e Costa, Cavaco, Duarte Lima, com Miguel Macedo, com o irrevogável Portas, o homem dos submarinos que nunca foi devidamente investigado pela Justiça,  nunca deu por nada que indiciasse o “mau carácter” destes personagens? Só com Sócrates é que ele conseguiu antever indícios de mau comportamento moral e cívico? Onde andavas Pacheco, quando a escritura da Casa da coelha de Cavaco desapareceu? Não achaste estranho? Onde andavas Pacheco quando o caso dos submarinos foi arquivado tendo sido provada a existência de corruptores na Alemanha e de corrompidos em Portugal? Onde andavas Pacheco quando o Oliveira e Costa, do alto do BPN, distribuía milhões pelos amigos do PSD e pela máfia laranja que o cercava?

E depois vem o Xavier falar dos milhões que circularam entre um determinado grupo dos arguidos acusados. Ó Xavier serias capaz de explicar todos os milhões que durante uma década circularam pelas tuas contas, e da tua família, se fossem passadas a pente fino? Garantes que tudo é limpo, legal e transparente? E as contas do teu patrono e amigo Belmiro de Azevedo? É um empresário “impoluto”, nunca pagou comissões a ninguém, nunca ganhou nenhum negócio “por baixo da mesa”? Talvez os herdeiros do banqueiro Pinto de Magalhães, que se viram espoliados de grande parte da sua fortuna, tenham alguma coisa a dizer sobre os métodos e o carácter desse tão aclamado empresário nortenho.

Como se só o Dr. Ricardo Salgado e Sócrates, a ser verdade aquilo de que os acusam, fossem a demonstração exemplar e única das más práticas do capitalismo, Ó Xavier, ó cínico e vendido comentador: em capitalismo, é raro haver grandes negócios que não sejam atribuídos e adjudicados sem que se mande um obséquio qualquer a  quem politicamente os decide e adjudica. As multinacionais e os seus gestores de topo, quando aterram num determinado país, têm já o perfil completo de quem vai decidir nas suas áreas de negócio, e até de quanto isso lhes vai custar. As escolas de gestão de topo discutem isto, ainda que de uma forma informal, e escrevem sebentas onde eufemisticamente falam em “práticas de estratégia negocial”.

Jorge Coelho, o mais equilibrado dos três, e que, honra lhe seja feita, assumiu ser amigo de Sócrates há mais de 35 anos, tentou colocar o problema da acusação a Sócrates na esfera do politicamente correcto: “à justiça o que é da justiça”, e “deixemos a justiça funcionar”, ainda que tenha avançado que as acusações em apreço “não se enquadram bem com o Sócrates que ele conheceu”. Contudo, Coelho, alinhou com os restantes tentando passar a ideia de que, a serem verdade os factos da acusação, eles são uma excepção, um caso isolado do capitalismo português. Ó amigo Coelhones, também tu és um sonso. Tu que foste director-geral da Mota-Engil, juras mesmo que nunca pagaste “luvas” e comissões a ninguém para ganhares um negócio? Juras que a Mota-Engil nunca foi beneficiada num concurso por um “amigo conveniente” bem colocado no processo decisório? Pois olha, não acredito, porque se tal fosse verdade, a Mota-Engil já tinha falido e, pelo contrário, está mais próspera que nunca. Até contratou o Portas, para fazer aquilo de que é acusado Sócrates nas suas relações com o Grupo Lena.

Em suma, para estes três, o capitalismo funciona conduzido por virgens puras e púdicas, sendo a meretriz o camarada Sócrates e o proxeneta o Dr. Salgado. Pois muito bem. Se algum dia o Dr. Salgado abrir a boca – por necessidade de se defender -, garanto-vos que nesse dia não restará nada mais que areia suja a embrulhar a honorabilidade de muitos daqueles que hoje mais atiram pedras aos arguidos. Empresários, juízes, jornalistas, comentadores e deputados, todos sem excepção.

Como diz o texto bíblico: somos todos feitos do mesmo barro, e devia haver decoro – que não há -, em atirar a primeira pedra. É que, por vezes, a pedra faz ricochete. Aguardemos, pois, os próximos capítulos desta ópera bufa em que se transformou o país.

 

Anúncios

10 pensamentos sobre “A quadratura de Sócrates

  1. Eu que até me sei fazer de ignorante, se necessário, pergunto na minha ingenuidade? Em 2006 e 2011 o grupo BES, de Ricardo Salgado contribuiu, com 152 mil e 250 mil euros para as campanhas presidenciais do “insuspeito” prof. Cavaco Silva. Desinteressadamente por certo

    Gostar

  2. Caro “estatuadesal”,
    Vim e estou em Lisboa e não vi a “quadratura” mas pelo lido acima começa a desenhar-se o ataque ao alvo actual que interessa: uma capa de (ou duas?) já sabe, ou se não sabe publicou porque precisamente quer dar o recado de tal, que o MP quer seis ministros de Sócrates a testemunhar no caso. Simultâneamente os camaradas do pàf, pacheco e xavier, também se perguntam, porque não! Uns amigos mais velhacos que o lacrau que pediu boleia ao sapo para atravessar o rio.
    Ó Mário que falta que fazes cá. Só a tua inigualável grandeza de político que sabia ler o futuro topou logo que se tratava de um caso político contra o PS e por isso a sua indignação na sua 1ª visita a Évora. Depois do caso “Casa Pia” logo seguido das tentativas de aviltar o carácter de Sócrates e ainda dos vários golpes e apelos à sublevação popular produzidos por cavaco que os levou ao ponto de agirem traiçoeiramente contra a pátria fazendo desta um “protectorado” da troika como despudoradamente lhe chamou o podre de corrupo portas. Com o grande Mário, de certeza, o PS já se tinha levantado em peso contra estes métodos para desmontar e limpar o país de todas as teias invisíveis instaladas para caçar pêesses.
    Se se não há uma visão do PS para estar preparado para, de forma subtil ou de caras, fazer frente ao cerco que se vai organizando e montando perversamente para dar novo golpe demolidor usando a ultra-direita salazarista aninhada na magistratura o partido pode ser novamente decapitado e um novo passismo instalar-se-á para “ir além do passismo”.
    Não creio e espero que Costa não ande a dormir. Ele é do tipo de matar moscas com açúcar e não com vinagre e dessa forma tem dado a volta aos casos e, por enquanto, conta com apoio popular. Mas que não se fie pois como se vê os seus amigos da quadratura são muito mais e primeiro grandes “amigos da onça”. O pacheco tem saudades de pôr o cu gordo em belos e palacianos cadeirões: teve uma bela escola com o seu amigo parasita-mór do reino cavaquistão. O lobo xavier, o sonsinho retórico sofista de lógica cínica pura e dura quer, como sempre e é de seu mister, servir os seus grandes “empresários” que lhe pagam a peso de ouro: este nunca quis porque nunca precisou ir gamar para o governo como o amigo portas porque gama mais por forma sem precisar ser corrupto público activo.
    É preciso paciência e nervos de aço para libertar-se do labirinto que esta justiça tece mas, sobretudo é preciso estar a pau e, se for preciso, partir a louça toda.

    Gostar

  3. Estátua de Sal, então só agora é que está a “ver” o mais considerado analista político da nossa elite “bem pensante”?!?…. O nosso historiador, Pacheco Pereira?!?…. Todos esquecem os ataques – sempre bem disfarçados – que ele já fazia a José Sócrates, aquando do “caso das escutas”, em vésperas de eleições, em que chegou a dizer que podia assegurar que Belém iria desmascarar toda a conspiração do governo socialista contra o Presidente…. E também estão a esquecer a posição do mesmo PP – como, aliás, ele ontem referiu na “Quadratura do Círculo” – que na comissão parlamentar das célebres cassetes de escutas ilegais, queria que fossem divulgadas, apesar de terem sido gravadas ilegalmente e de terem sido consideradas, de qualquer modo, sem qualquer interesse….pelo Juiz do Supremo, pelo Procurador -Geral da República…..e pelo próprio Presidente da referida comissão, que até era do PSD!
    Estão completamente enganados, os que julgam que o PP é um isento analista da vida política nacional …. Eu acho até que ele é um dos mais notáveis “pensadores/formatadores” da camada que não suja as mãos no dia a dia da política…, e o palco da “Q Círculo” é-lhe essencial, completado pelas suas crónicas na imprensa escrita….

    Gostar

    • A minha “ingenuidade” só o é à superfície, creia. Mas conhece a teoria do “boomerang”, certas posturas, com as quais concordo, quando defendidas pelo Pacheco tem outro peso e atingem outros sectores do eleitorado. Por isso as publicito, amiúde.

      Gostar

  4. Se esta é a defesa que resta de Sócrates, na linha do ‘são todos iguais e o pobre do gajo teve azar em ser apanhado’, convenhamos que é uma fraca defesa. Lança-se lama sobre todos para assim se desculpar um em particular. Sim, não se bate em quem está em baixo, mas se tudo isto não passa de um mal-entendido utilizado por uma justiça politizada para tramar o ex-PM, a pergunta que fica, depois do Freeport, depois de todas as investigações pela imprensa a que ele foi sujeito é, não sabia ele que à mulher de César não basta ser honesta? Se aceitarmos as explicações que Sócrates dá relativamente às suas ações, temos que concluir (pelo menos eu tenho, que votei nele em 2009), que votamos em alguém de muito limitada inteligência.

    Gostar

  5. Conheço Pacheco Pereira há 48 anos,desde 1969,em Coimbra. Vindo do Porto.foi até Coimbra avaliar as possibilidades da situação lá criada. Como sabem as pessoas nunca, mas nunca,mudam:só refinam. PP é um refinado produto que avaliza o ditado. O seu tique de atirar a pedra sem mostrar a mão resulta sempre,ainda que nunca consiga esconder o corpo que volumosamente o trai. Sempre apanhado em flagrante no quite que tenta sem sair da barreira. Corajoso,nunca teve medo das tábuas! A respiração do touro é-lhe alheia,prefere consultar Atlas Anatómicos que induzem novas teorias de toureio. Jamais o veremos em Traje de Luces !
    Xavier,o Lobo,trabalha de outro modo. Revestido de incontáveis camisas,gravatas . relógios e óculos,aprendeu o que pôde com Manuel Monteiro e atreveu-se a desafiar este numa eleição para Presidente do CDS. Se venceu o melhor,não sou juiz habilitado para tal sentença,mas não venceu o Xavier. Depois disso,é o que vemos: uns empregos supostamente rendosos, umas conversas mornas,um direitismo que se pensa educado mas boçal quando se descuida… aquela do Lobo X. dizer que tinha combatido pela Liberdade tanto quanto qualquer preso político, porque no Comício do CDS no Palácio de Cristal, no Porto,tinha visto ameaçada a sua integridade física…
    O Coelho tem também a própria história…deixem-no esticar-se um pouco mais…cá estaremos e não perderá pela demora, quer vá de mota ou vá de mota!

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s