Rui Rio: um bom adjunto para Costa

(Joaquim Vassalo Abreu, 16/09/2019)

E, digo eu, até é bom que assim seja! Em nome do País e em nome do nosso futuro é bom e salutar que haja um líder da oposição com este porte: que diga abertamente que concorda e apresente, aqui e ali, visões diferentes, mas sempre sem aquele jugo ideológico que tinha, por exemplo, o seu antecessor.

Ficou vincado que Rio, um homem de números, não conseguindo rebater esses mesmos, adoptou uma postura “estadista”, não se distanciando nem afastando de Costa, como quem diz eu até discordo em alguns pontos (;o Partido a isso obriga) mas, no fundo estamos de acordo, prestou neste debate um bom serviço ao País!

Mostrou ser um homem aberto e pragmático tendo sempre por fundo um País melhor e isso, comparativamente com o seu antecessor até que me agradou!

Mostrou ser um ser aberto e liberal e, acima de tudo, um político ( sem ter ares disso) em quem Costa até pode confiar para, num País como o nosso, levar avante realizações importantes e decisivas de que o País necessita.

É evidente para mim que esse não é, nem de perto nem de longe, o que o PSD de quem ainda é líder, assim pense e esse é o seu maior problema: o de afirmar-se perante os seus na sua maioria distanciados do seu pensamento pragmático e aberto.

Os comentadores de serviço que por alguns instantes ouvi falaram das espectativas e, como tal…mas como tal o quê? Pensavam ser Rio como Passos? Não e faço-lhe essa justiça!

Mas esse é o problema deste PSD, um partido de bases radicais e direitistas e que, a partir de hoje, mais vão odiar este líder que, definitivamente, não é o seu! E não ver ser pela sua prestação de hoje que a sua ideia vai mudar… Então votamos Costa como muitos já decidiram…

É que esta manifesta concordância e abrangência não lhes agrada. É e será um traidor, pensam muitos embora não o digam…

Números são números e ele nenhum dos apresentados por Costa desmentiu ( ele é um homem de números) e isso, para os seus ficou gravado na pele! Concordar com este Governo naquilo que ele é mais forte? Imperdoável..

Foi este debate decisivo? Claro que não mas foi, na minha humilde óptica, decisivo no seu manifesto anuimento aos números, incostentaveis, apresentados por Costa: os atestados e verdadeiros!

De modo que Rui Rio, mesmo pretendendo com esta postura, próxima à de Costa, mobilizar as suas direitistas bases deu um tiro no pé e mostrou à saciedade o quanto delas está distante!

Costa esteve igual a si próprio, ciente do trabalho feito e que todos, com mais ênfase ou menos ênfase, reconhecemos.

Que ficou do debate, afinal?

O de um Rio mortinho por trabalhar com Costa!

Estarei assim tão errado? Mas será que os “seus” deixam?!!!

Advertisements

33 pensamentos sobre “Rui Rio: um bom adjunto para Costa

  1. Tens toda a razão. um contabilista que nem os fluxos monetários entende é bom companheiro para quem gosta de aumentar os lucros do capital. Quem paga depois, dentro dos tratados em nos metem, já se sabe quem é.

  2. Joaquim Vassalo
    Com algumas discordâncias aqui e ali mas no todo gostei da sua análise. Sim, é notório que Rui Rio até poderia ser ou, lá no fundo até desejaria ser um bom adjunto de Costa. Mas como diz, não é mostrando-se concordante com Costa em pontos que abertamente uns, timidamente outros lhe reconhecem, que conquista os que no seu próprio partido se lhe opõem. Pelo contrário, mais os afasta.
    Vários comentadores atribuem um empate ao debate e até terão as suas razões. Ambos tiveram momentos de bom e mau desempenho. Porém eu daria vantagem a Costa, pela firmeza dos temas debatidos, pelo trabalho apresentado. A Rui faltou-lhe a solidez dos números que propõe. Por exemplo onde vai ele cortar, para que possa cumprir o choque fiscal que promete.
    No essencial estou de acordo consigo, “o debate foi decisivo?’… Em meu entender, NÂO? a ver vamos depois de abertas as urnas de votos.

  3. Nota. Concordo com isto, pás. Como de costume, o Valulupi e a troupe do Aspirina B choram e choram e choram…

    psiquiatra atento
    18 de Setembro de 2019 às 14:24

    O que é verdade, Valupo, é que o Costa mandou foder o José Sócrates mais uma vez.
    Objectivo: livrar-se da peçonha do Socratismo e tratar de salvar o pêlo, uma arte em que o tipo é o especialista N.º 1: que se foda o Seguro, o Sócrates… na lei da selva do PS tudo serve!

  4. estatuadesal

    A Página foi-me sugerida por um amigo. Entrei, gostei e segui.
    Leio com frequência e com interesse muitos dos artigos que aqui se publicam. Identificando-me com uns, nem tanto com outros e ainda com alguns discordando em absoluto. Mas é na diversidade de opiniões que está a riqueza e o encanto do debate. Um espaço plural é sem dúvida a orientação correcta e saudável de uma Página aberta ao público.
    Mas dizia eu, que na diversidade de opiniões está a riqueza do debate… e é essa mesma diversidade que neste espaço, vem sendo cada vez mais deminuta.
    Não, não é culpa do seu administrador, que tem por dever dar a todos o direito de opinar… mas a verdade é que há quem se tenha apoderado da Página e seja mais “dono’ que o proprio dono.
    Obviamente refiro a RFC.
    Eu sei que a falta de paciência para com os que se julgam donos da verdade e do saber, é um defeito meu… mas assumo-o. Falta-me a paciência, saber de antemão que qualquer sentido de humor que se expresse, qualquer opinião que se exponha ou o que quer que seja que se diga, se não vai ao encontro do pensamento dos tais “donos da verdade e do saber” contará que na certa vai ser ridicularizado, terá uma resposta sarcástica, acusatória da “falta de inteligência” da “ignorância” das “tendenciosas opiniões” das “palas” nos olhos, como se de bestas se tratassem todos os que pensam diferente. Umas vezes de forma aberta outras de forma subtil, é o insulto, é o achincalhamento do outro.
    Não, isto não é debate, é picardia própria de gente que não conhece os limites do razoável, que nunca aprendeu o respeito pelas regras da boa convivência.
    Pode até ter a pretensão de querer marcar um certo estilo de escrita, mas um estilo de mau gosto, onde por vezes se vislumbra a tentativa falhada de lhe imprimir um certo humor, com relambórios de domínio completo da página, carregados de “copy paste”, remetendo para outros links que, se se abrissem todos, não nos sobraria tempo nem para um café.

    Peço desculpa pela minha frontalidade, mas está-me o sangue: Nunca calar o que sinto. E que eu saiba ainda não voltou a ser proibido o direito ao pensamento.

    • RFC diz:
      Setembro 18, 2019 às 1:25 pm

      … ecencial, hum, eSSencial.

      #escolinha free.

      Nota. Tenha calma, Maria! E, entretanto, agradeça humildemente ao Senhor pois essencial escreve-se assim

    • Cara Maria. Nós apenas escolhemos os textos que publicamos. Não escolhemos os comentários nem os comentadores. Não censuramos comentários desde que escritos numa linguagem minimamente urbana. Damos liberdade de opinar quer concordemos ou não. Até os salazaristas tem tido oportunidade de defender aqui a sua dama, como se tem visto recentemente. Quanto ao RFC, só tem duas soluções: ou ignorá-lo ou combatê-lo. Fique bem.

      • Estátua de Sal

        “Não censuramos comentários desde que escritos numa linguagem minimamente urbana. Damos liberdade de opinar quer concordemos ou não. Até os salazaristas tem tido oportunidade de defender aqui a sua dama, como se tem visto recentemente. Quanto ao RFC, só tem duas soluções: ou ignorá-lo ou combatê-lo”.

        Claro que muito aprecio o, por mim nunca negado espírito democrático da Estátua ! É ele, o espírito, que prova e comprova a Liberdade democrática da presença quase diária, prolixa, (talvez eu devesse dizer…pró-lixo, mas não digo !) do RFC, a quem considero “a mosca”, por motivos que me parecem óbvios.

        Mas, convenhamos, “moscas” há-as com mais ou menos “fartura” e, às vezes, até em “enxame”, em todas plataformas e redes sociais, e a Estátua, sendo democrática, não pode fugir à regra…(e como diz a canção, “eu gosto dela assim !”)

        E sempre que leio as patacoadas do RFC, interrogo-me sobre a idade mental do…”insecto” !

        Será um adolescente que, convencido que é “O MAIOR DA TURMA”, insulta professores e auxiliares,, suja paredes com pichagens, parte mobiliário, “bullinguiza” colegas rapazes e raparigas”, até que um “puto” franzino e frágil, cansado de ser humilhado, lhe assenta dois bananos entre os “poliédricos” olhos, e lhe acaba de vez com a fama de “herói” lá da Escola ?

        Ou será um adulto infantilóide, cheio de traumas, preconceitos e frustrações, porque um “puto” franzino, na adolescência, com dois dois bananos bem colocados, lhe acabou com a aura de valentão ?

        Talvez seja um “caso de estudo” ! Fique bem, Estátua !

        • José Peralta
          Concordo inteiramente com o que diz. Obrigada por dizê-lo.

          Escreve para mim a estatuadesal: ” Não censuramos comentários desde que escritos numa linguagem minimamente urbana. Damos liberdade de opinar quer concordemos ou não. Até os salazaristas tem tido oportunidade de defender aqui a sua dama…”

          Como se eu tivesse posto em causa a pluralidade do debate!…
          No meu desabafo escrevi: “é na diversidade de opiniões que está a riqueza e o encanto do debate. Um espaço plural é sem dúvida a orientação correcta e saudável de uma Página aberta ao público.”
          Quis com isto dizer que no caso em questão, não foi a ideologia ou a diversidade de opinião que pus em causa. Aquilo que referi foi a arrogância que marca o comentário de quem se julga o dono de tudo e de todos. É a forma sarcástica como se reponde a quem pensa diferente. Ridicularizando, tidos por ignorantes, incultos, com palas que os obrigam a olhar numa só direcção, sem capacidade de raciocínio, enfim, pobres débeis mentais incapazes de pensar e agir por sua cabeça.

          Se isto é “linguagem minimamente urbana”, então venham os insultos, que serão bem vidos, desde que se abstenham do calão.

          • Maria

            Quanto ao RFC, a “sua linguagem minimamente urbana” e não isenta de calão, antes pelo contrário, não passa de provocações, de insultos soezes, argumentação canhestra, rasca e mentirosa !

            Não sou psicólogo, mas não me é difícil constatar que, sob a sigla RFC, o “valentão” cobarde, alberga um “alter-ego” imbecil, revelando por vezes, muitas vezes, infantilidade, arrogância e sarcasmo demenciais, uma mania de superioridade em relação aos outros que, a prazo, senão agora, devia merecer “observação”…psiquiátrica !

            Provocações como esta e outras : “Ó Vassalo: não me aborreças com as tuas parvarias (…) e as excelsas qualidades que vês em ti, uff!”, ou obscenidades que a “mosca”, amiúde, aqui produz, os insultos frequentes à dignidade das pessoas visadas e/ou à dos seus familiares, são motivo mais do que suficiente para eu seguir SEM MODERAÇÃO, o conselho da Estátua : Não o vou “ignorar” e, portanto…não vou deixar de “visitar” a Estátua !

            Obrigado pela sua resposta.

            • José Peralta
              O meu muito obrigado por me dar a certeza de que não sou só eu a sentir que há uma boa dose de imbecilidade em RFC. Cheguei a pensar que seria simplesmente intolerância minha.
              Em boa verdade, depois da resposta que recebi da Estátua, a primeira reação foi seguir a terceira solução: abandonar a página. Daí a minha resposta “seca”. Muito haveria a contrapor sobre a dita ” linguagem minimamente urbana” que pelos vistos é medida por uma bitola que não é a minha, mas no momento achei que não valia a pena perder mais tempo.
              Depois com mais calma, decidi-me por continuar na página, por concluir que seria dar demasiada importâncias às infantilidades imbecis de um “comentadeiro” de baixo nível e cá continuo.
              Mais uma vez obrigada pelas sua palavras, tenha uma boa tarde

                • Telegrama

                  De nada, caro Pernalta, e olhe que aquilo da Pipi Das Golas Altas NÃO gostámos nem um pouco (adorámos!).

                  🙂

                  Assinado:
                  Maria e Neves, NÓS.

                  • Mas, convenhamos, “moscas” há-as com mais ou menos “fartura” e, às vezes, até em “enxame”, em todas plataformas e redes sociais, e a Estátua, sendo democrática, não pode fugir à regra…(e como diz a canção, “eu gosto dela assim !”)

                    E sempre que leio as patacoadas do RFC, interrogo-me sobre a idade mental do…”insecto” !

                    Será um adolescente que, convencido que é “O MAIOR DA TURMA”, insulta professores e auxiliares,, suja paredes com pichagens, parte mobiliário, “bullinguiza” colegas rapazes e raparigas”, até que um “puto” franzino e frágil, cansado de ser humilhado, lhe assenta dois bananos entre os “poliédricos” olhos, e lhe acaba de vez com a fama de “herói” lá da Escola ?

                    Ou será um adulto infantilóide, cheio de traumas, preconceitos e frustrações, porque um “puto” franzino, na adolescência, com dois dois bananos bem colocados, lhe acabou com a aura de valentão ?

                    Talvez seja um “caso de estudo” !

                    E NÃO TENS NADA QUE AGRADECER, Ó…MOSCA !

          • Ui?

            Nota. Se me der na telha leio depois as bacoradas do Pernalta e da Mariazinha que me são, aparentemente, dedicadas. Entretanto, num país distante…

            Depois de:

            1.
            Sôtora Virgínia, No País das Maravilhas;

            2.
            Externato “O Cantinho do Paulo”, Paulinho, como estás?;

            Hoje estreiam, em dose dupla:

            3.
            Pernalta, A Pipi Das Golas Altas (em homenagem a todos as Pipis, Adjuntos e Padeiros do secretário de Estado Artur Neves , o nharrode Arouca e ex-Adjunto do António Costa!).

            4.
            Maria d’A Estátua de Sal, O Ecencial Duma Mulher De Fogo, não é uma delícia?

            Fiquem bem, como diz o outro. Sporing está a levar 2-o. aiiiiiiii!

            😃

  5. Estatuadesal
    Peço-lhe o favor de corrigir o meu erro, no penúltimo parágrafo do comentário que fiz a Joaquim Vassalo: “essencial” em vez de ecencial, que o corrector rfc detectou e ao qual agradeço o reparo.
    Desde já lhe fico grata pela correcção

  6. Caro José Peralta

    Admiro a sua capacidade de resistência sobre as garotices, idiotices e as absurdas faltas de respeito que dominam a página e agradeço as palavras que de certa forma me deram alento. Foi pelas suas palavras que pus de parte a decisão de abandonar a página. Mas confesso: não tenho a sua força, não tenho a pachorra que baste para entrar neste tipo de picardias, não fui educada para este tipo de relações que de humanas nada têm, onde vale tudo para ridicularizar, enxovalhar e ferir a dignidade do outro. Atingiu-se o cúmulo da selvajaria em que alguém comenta o que lhe dá na real gana e assina por outro…

    Estátua me desculpe, mas a sua página está transformada num antro de gente sem escrúpulos, e nestes espaços nunca me revi.
    Definitivamente, abandono a página. Não sou mais que ninguém, não estou acima de ninguém, mas há ambientes em que jamais participarei.
    Boa sorte!…

    • Faz você muito bem, Maria.

      Devo dizer que estamos num pranto, veja lá que aqui na Ericeira até está ca hover.
      Tente o meu amigo Valupi, sugiro, parece que ele sofre, imerecidamente, com a falta de visualizações no Aspirina B.
      Vai encontrar os nossos amigos daqui, mas sob outros disfarces por causa das suspeitas dos malvados do Ministério Público.

      http://www.aspirinab.com

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.