Pedrada no charco

(Por Valupi, in Blog Aspirina B, 19/02/2018)

elina

(Rui Rio tirou uma Fraga da cartola. A direita está em pé de guerra contra homem. A Joana Vidal já mandou tratar do assunto, e com tanto sururu dos pafiosos e afins concluo que a escolha foi boa, tal o incómodo que está a causar. Por este andar a esquerda ainda vai ter que defender o Rui Rio perante os ataques dos direitolas, mormente do bafio que sopra das catacumbas da Justiça, mormente da Procuradoria.

Comentário da Estátua, 20/02/2018)


Rui Rio já tinha surpreendido, com perfume de escândalo, quando em campanha eleitoral para o PSD teve a ousadia de criticar o actual mandato de Joana Marques Vidal. As suas palavras causaram temor e tremor no laranjal por serem absolutamente contrárias à cultura decadente da actual direita portuguesa. Nessa decadência, Sócrates é uma obsessão diária (horária?) não só por razões ligadas à vingança oligárquica em curso, não só por motivos relativos à antropologia tribal e seus fenómenos de diabolização dos adversários em ordem a serem destituídos de humanidade e violentados sem qualquer limite, mas também, e profundamente, e essencialmente, porque os decadentes são decadentes por terem reduzido a política à conquista do poder pelo poder, para tal valendo tudo no manual da baixa política. Logo, não têm ideias de interesse comunitário nem valorizam a inteligência construtiva, basta-lhes o consolo de possuírem um troféu magnífico chamado Sócrates para exibir em parada e ir torturando e achincalhando com paixão maníaca. Daí terem pegado em armas, desvairados, na intenção de entronizar vitaliciamente a santa Joana, a heroína que lhes corre nas veias.

Com a escolha de Elina Fraga para vice-presidente do PSD, Rio fez uma outra coisa que já não se consegue descrever apenas recorrendo aos vocábulos “surpresa” e “escândalo”. Talvez indo buscar “shock and awe” nos aproximemos, embora quem melhor conseguiu até agora traduzir conceptualmente o que está em causa tenha sido Paula Teixeira da Cruz: “chama-se traição“. E de facto, pelo menos esse facalhão no lombo dos pulhas está garantido. Só que se trata de uma traição àqueles que atraiçoaram os fundadores do partido, que atraiçoaram os valores da decência e da lei democrática, e que atraiçoam constantemente a sua honra ao se submeterem voluntariamente à degradação última: transformarem a sua palavra na realização da sua miséria. Seja lá o que for que Rio tenha pretendido alcançar com a decisão, ela fica absolutamente original; seja no plano do seu trajecto político individual, seja no plano do ecossistema da direita dos últimos 14 anos.

Fraga chega aqui depois de ter cometido o crime de ter falado em defesa do Estado de direito a propósito da “Operação Marquês”, entre outras avarias fonte de asco para os fanáticos do empobrecimento e do castigo aos piegas e madraços instalados na sua zona de conforto. O ódio não lhe perdoa ter tentado apelar aos princípios constitucionais perante um linchamento institucional e mediático em curso.

Acresce a este cadastro o ser mulher, saber do que fala e não ter especial gosto em passar despercebida. Vai ser o bombo da festa da pasquinagem – precisamente porque promete ser uma translúcida fonte de dignidade e coragem no charco degradante em que se encontra a direita nacional.


Fonte aqui

Anúncios

2 pensamentos sobre “Pedrada no charco

  1. Porque é que, para mim, o “caso” Elina Fraga, tem um cheiro nauseabundo, o mesmo cheiro que teve o “hediondo crime” do ministro Mário Centeno ?

    Lá das catacumbas do PSD, aí estão os arautos “da verdade e dos bons costumes”, os mesmos, sempre os mesmos abutres que se alimentaram da tragédia dos incêndios para fins políticos, sem um resquício de respeito pelas vítimas, os mesmos, sempre os mesmos, que proclamam a “UNIDADE” do PSD, mas no minuto seguinte tentam praticar um escabroso e vergonhoso acto de “antropofagia”, tentando “deglutir” o Rio e os seus pares !

    Pois são “estas verdades e bons costumes” que, durante dramáticos quatro anos e meio, se alicerçaram amplamente, numa tenebrosa, ignóbil e obscena MENTIRA, como programa de “governo”, e sintetizada no insulto da “bandeirinha”, na lapela de um “primeiro-sinistro” mais incompetente e aldrabão que a Democracia teve, como se tem um “furúnculo” doloroso, que tardou em ser extirpado !

    Gostar

  2. ABSOLUTAMENTE DE ACORDO, COM O TEXTO E COM OS COMENTÁRIOS!…
    VAMOS A VER SE RUI RIO CONSEGUE RESISTIR ÁS PRESSÕES – QUE VÃO SER ESMAGADORAS DE CHANTAGEM…
    CLARO QUE O ATAQUE TAMBÉM É POR SER MULHER…., MAS TAMBÉM COM POSIÇÃO OPOSTA ÀS “PAULAS” E ÀS JOANAS”…SABE DO QUE FALA, E DE CERTEZA QUE AVALIOU O TERRAMOTO QUE IRIA SOFRER…
    DESDE O EPISÓDIO DA “INTENTONA DE BELÉM” QUE ME INTERROGO, COMO É QUE O PSD PODE TER RESVALADO PARA ESTE PÂNTANO SEM IDEOLOGIA, EM QUE O ÚNICO E EXCLUSIVO FIM É TER O PODER DE IMPOR AO PAÍS A PROSSECUÇÃO DE INTERESSES DE MEIA DÚZIA DE “BARONETES”…

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s