O Trilho

(In Blog O Jumento, 07/02/2018)
passos_marcelo
(Afinal o Passos, o Gaspar e a Marilú foram todos grandes economistas e a austeridade mortal e devastadora que impuseram ao País foi excelente. Obrigado caro Marcelo por nos dares a conhecer o teu verdadeiro pensamento. Acho que começaste hoje a cavar a sepultura onde irás enterrar a tua popularidade junto dos portugueses. 
Mas dizer a verdade não merece castigo. Castigo, merece sim, a mentira de dizeres que a política económica de Costa segue o trilho da de Passos. A mentira merece castigo. Nem com um milhão de beijos te vais safar. 
Comentário da Estátua, 07/02/2018)

A crer no discurso presidencial, repetido em várias ocasiões, a política económica é única e o caminho do crescimento económico é um trilho (Ver aqui). Pelos vistos Sócrates perdeu-se e foi Passos Coelho quem encontrou e abriu o trilho, pelo qual Mário Centeno tem passeado alegremente, limitando-se a cantarolar, a ir à bola e a apanhar malmequeres, principalmente os malmequeres semeados pelo Dr. Ventinhas e pelo pessoal do seu sindicato.
Quem deve estar a espumar é o ainda líder do PSD; durante meses foi ignorado pelo seu antecessor na presidência do partido, e agora que Passos está a ocupar a casa por conta do mês que pagou adiantado, já Marcelo lhe descobre qualidades. Se o cinismo fosse música, o Palácio de Belém equivaleria a mudar a Casa da Música do Porto para Lisboa, em compensação da transladação daquilo que será o cadáver do INFARMED, do Porto para Lisboa. O veneno é de tal forma sofisticado que se usa o suposto sucesso de Passos para promover Rui Rio, agora que este o derrubou, depois de anos a zurzir em privado e fazendo declarações de apoio em público.
O Presidente da República não reparou que a continuação do passeio pelo tal trilho aberto pelo Passos Coelho foi fazer o contrário do que tinha sido feito. Passos abriu o trilho desrespeitando a Constituição, Costa prosseguiu o trilho respeitando a Constituição. Passos abriu o trilho opondo-se a qualquer intervenção do BCE que lhe permitisse aliviar a austeridade que queria impor, Costa apoio sempre uma abordagem diferente do Euro e agora é Centeno que está no centro da sua reforma.
Passos queria aumentar o IRS e baixar o IRC para promover a desvalorização fiscal do trabalho, Costa fez o contrário e tem vindo a fazer o contrário. Passos via com bons olhos a emigração de jovens quadros, Costa tem feito o possível para criar emprego em Portugal. Passos não queria crescimento económico antes de impor toda a sua agenda económica, Costa inverteu esta estratégia. Passos não acertou numa previsão, Costa acertou em todas, mesmo contra as opiniões do BdP, da Dra. Teodora e da Comissão.
Quando se diz que se segue um trilho que alguém abriu, sugere-se que se está continuando um percurso segundo um caminho que está traçado. Acontece que isto é literalmente mentira. Marcelo Rebelo de Sousa pode dizer que a política económica seguida por Passos Coelho poderia vir a ter sucesso, o que não é verdade é que a política económica deste governo corresponde a andar por um trilho aberto por Gaspar e Maria Luís Albuquerque.
É o próprio Passos Coelho, o ainda por enquanto líder do PSD –  que sempre condenou esta política -, que disse recentemente que a sua agenda económica era para duas legislaturas, isto é, que a ter efeitos a sua política pressupunha mais quatro anos de medidas na linha que tinha sido traçada. Costa não continuou pelo trilho de Passos, abriu um trilho por um percurso diferente. Pelo vistos Marcelo ainda anda perdido sem saber em que trilho é que anda.
Anúncios

6 pensamentos sobre “O Trilho

    • Entao oh triana!!!! isso sao maneiras de faladrar??? Ui tanta azia!!! Ainda nao passou??? Entao eh caso de medico, mas nao so de estomago, eh tambem de cabeca. Pelos vistos nao gosta de ler verdades, ou entao deve gostar tanto do traste de massama para nao se tocar no bicho. Precisa de cura urgentemente, porque essa doenca pode ser contagiosa. O pobre do traste esta a milhares de milhas da governacao do costa.

      Gostar

  1. Esta do Jumento, faz-me lembrar duas coisas: a primeira é aquela pergunta de um seleccionador de futebol «e o burro sou eu?»… A segunda é aquela frase da sabedoria dos povos que diz algo como «pode-se enganar uma pessoa toda a vida, pode-se enganar uma vez toda a gente, mas não se pode enganar toda a gente todo o tempo». Com o sr.prof.dr. Marcelo, «pasa lo mismo»…

    Gostar

    • Não sei se ele não estará mesmo a ficar xéxé, tal a quantidade de disparates que tem dito nos últimos tempos, o que começa a ser preocupante. Na verdade, ter um P.R. que fala, fala e nada diz que jeito tenha não é coisa que nos deixe tranquilos.
      Não sei, não…..

      Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.