Estranhas Coincidências Temporais do Ministério Público

(Por Dieter Dillinger, 31/01/2018)

Bruxa

Esconder os dossiers incómodos para a direita e lançar para a Comunicação “notícias” para denegrir os adversários políticos da esquerda. (Cartoon in blog 77 Colinas)

Lendo a biografia do desembargador Rui Rangel vemos que ele colhe o ódio de muita gente dos tribunais, desde que em 2007 fundou a Associação de Juízes pela Cidadania e quando sofreu um processo disciplinar por ter escrito num artigo que considerava a condenação do caso Esmeralda em que uma criança foi retirada aos pais, como “desproporcional”, “cega” e “brutalmente injusta”.

A RTP dirigida por um administrador corrupto que é dono da empresa de programas “Fantasias e qualquer coisinha” colocou dois juristas a defenderem o Ministério Público e a dizer que a Justiça em Portugal funciona contra poderosos e pessoas simples.

Os juristas não acharam estranho que o MP concentrasse quase no mesmo tempo um conjunto de suspeitas e tentativas de acusar o ministro Centeno, mais dois ex-secretários de Estado do governo Sócrates de há mais de seis anos atrás por terem comprado uns livros e revistas, e agora contra os dirigentes benfiquistas que tinham oferecido dois bilhetes ao ministro das Finanças e a vários juízes e advogados mais outras pessoas.

O MP odeia o PS e, como tal, ataca tudo o que lhes cheire a PS por mais insignificante que seja, como é o caso do melhor ministro das Finanças que Portugal alguma vez teve ter ido ver o jogo do Benfica no camarote do presidente.

Rui Rangel foi o juiz da Relação que obrigou o MP a acabar com o segredo de justiça interno relativamente ao ex-PM Sócrates para que este (benfiquista) pudesse consultar os autos daquilo que têm contra ele e assim defender-se melhor. Sabe-se que Sócrates ficou espantado por nada haver de concreto contra ele e, apesar disso, esteve nove meses preso.

Ainda hoje, o processo da “Operação Marquês” não descobriu os “submarinos” de Sócrates. Os do Paulo Portas/Barroso proporcionaram 30 milhões de euros de luvas e navegam alegremente tal como o corrupto que se passeia pelo Mundo inteiro.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Estranhas Coincidências Temporais do Ministério Público

  1. Creio que a estátua está mais preocupada com o polvo do Benfica do que propriamente com a justiça, afinal a estátua é mais um filete neste arrozado todo da nação.

    Gostar

  2. Caiu a máscara das “nobres” intenções de quem tem um poder (pelos vistos indecoroso) que não merece….homens de reles valia ética, justiceiros e mal formados para as funções que a República lhe confiou! Para quem lutou por um Estado de Direito e uma democracia SÉRIA, é de corar de vergonha perante tão grande dislate e “reacionarice” e neofascismo crescente na nossa sociedade!

    Gostar

  3. em nome da justiça vai uma enorme salgalhada e os media ampliam a confusão. O cidadão comum quer destrinçar o enleio destas múltiplas meadas e volta que não volta esbarra em #”factosNãofactosFakeNews com muitas pontas soltas. Lá volta a pegar numa ponta a ver se chega a alguma conclusão solidamente comprovada por FACTOS….querias. Tem que juntar a sua percepção à salada russa em putrefação que lhe é facultada. Nunca fui mas agora vou ….à BOLA:

    Gostar

  4. Sendo assim tão clara a distorção das notícias sobe este tema, que espera o Ministério da Justiça para repor a verdade sobre este caso, bem como tudo aquilo que lhe está associado?

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.