A bosta da semana

(Por Estátua de Sal, 02/03/2017)

gomes_ferreira2

Vi ontem pela noite, na SIC Notícias, o denominado programa Negócios da Semana, dirigido pelo conhecido jornalista enciclopédico José Gomes Ferreira, e vou justificar o trocadilho que dá o título a este artigo. Foi a coisa mais suja e tendenciosa que vi nos últimos tempos em televisão.

O painel, escolhido a dedo, e por várias reacções, com ensaio prévio das deixas entre uns e outros, tinha três objectivos em carteira. O Ferreira era uma espécie de maestro com pauta e batuta para os pôr a vomitar esterco.

O primeiro era provar que os offshores são tão banais como uma tosta mista, e que tal polémica tinha sido criada agora para desviar as atenções do caso dos SMS. O segundo era tornar a trazer à colação o caso Centeno, que o ministro teria mentido, e que tal era de grande gravidade, fazendo deste tema ponte para o terceiro e último objectivo: atacar a CGD.

Como é sabido, uma das regras impostas pela União Europeia para autorizar a recapitalização da Caixa, é que parte dessa recapitalização, 1000 milhões de euros, seja feita recorrendo ao financiamento em mercado. O ministro já anunciou que tal operação terá lugar em breve, no final deste mês, supõe-se, e o Presidente da República tem repetidamente chamado a atenção para a importância da operação, à qual já se associou.

Pois bem. A matilha, ensaiou um número de circo com o objectivo de criar alarme público sobre a dita operação, de modo a assustar os potenciais investidores privados, sobretudo os pequenos aforradores. Que é arriscado, que comprar os títulos obrigacionistas da Caixa não vai dar retorno aos investidores, que os mesmo vão perder o seu dinheiro. A certa altura, o conhecido organizador de fugas ao fisco, Tiago Caiado Guerreiro – já que o planeamento fiscal não passa disso mesmo -; aconselhou mesmo “as velhinhas” que tem poupanças a não comprarem obrigações da CGD porque irão perder tudo! Outro dos comensais da papa estragada do Ferreira, ousou dizer que Marcelo fazia mal em se associar à iniciativa de promover a operação junto dos portugueses, mas que compreendia porque a CGD é o banco do regime, como se Marcelo fosse o chefe de algum bando de mafiosos. Outro ainda avançou que a CGD não pode ser rentável porque é um banco público e como tal o poder político usa-o para manter empresas inviáveis em funcionamento, de forma a dar uma falsa ideia de bom andamento da economia.

Se dúvidas houvesse sobre os planos da direita para a CGD elas ficaram desfeitas. O Ferreira é um homem de mão desses interesses. Eles estrebucham e irão, até ao último minuto tudo fazer para enterrar a CGD, e de passagem todo o sistema financeiro nacional e o próprio país, para que o diabo surja, possam vender aos seus mandantes o que ainda resta, e mandando depois as comissões que irão receber para os offshores que prezam, como fizeram no tempo do Coelho e do Núncio.

Desculpem-me a veemência deste texto mas senti-me enojado pelo enredo de insinuações que me foi dado ver, meias mentiras misturadas com meias verdades, de forma a  permitir o recuo no caso de virem a ser confrontados e desmentidos, tal como o Núncio fez perante as evidências que vieram a público quando foi desmentido pelo antigo director geral dos impostos.

Eu penso que este Gomes Ferreira e quejandos, mais quem lhe dá tempo de antena para destilar o seu veneno de pequena víbora, deviam ser julgados por antipatriotismo e por crime de agitação social e de criação de alarme público.

O que lhes dói, não é a CGD ser dirigida por poderes públicos e depender directamente do accionista Estado, logo do Governo. O que lhes dói é não serem eles a controlar o Estado neste momento, podendo usar a CGD para proveito da sua clientela de vorazes comensais, como sempre fizeram enquanto estiveram no poder. E como seria exactamente isso que eles iriam fazer, acham que o actual governo o irá fazer de igual modo. Na verdade, os corruptos e amorais vêem-se sempre ao espelho.


Nota: Se acharem que eu exagerei na minha análise e nos meus considerandos e se quiserem fazer o vosso próprio juízo sobre o tema, podem ver o programa na íntegra no link abaixo:

Anúncios

28 pensamentos sobre “A bosta da semana

    • De facto têm. O problema é que se em vez de opinarem verborizarem sem nexo, ou com intenções malífulas que nem eles acreditam, mas com intenções concretas.

      Gostar

  1. Eu coloquei um post no facebook usando praticamente as mesmas palavras mas eu diria se nao era caso da Procuradoria G. da Republica abrir um inquerito pois as afirmaçoes desses badamecos diziam que as pessoas que investissem nao iam receber o dinheiro portanto iam ser vigarizadas isto e muito grave jaja quem faça a denuncia desse programa.

    Gostar

  2. Estado, incapaz de gerir o dinheiro dos contribuintes e que tornou a CGD uma instituição de regime dando credito aos amigos sem garantias…nem em Africa vi gente tão incompete no governo!

    Gostar

    • A questão pode não se situar ao nível da incompetência, o mais certo, embora também haja alguma. Tem sido um “farró”, e as “guerras” partidárias estão sempre dispostas a atirar para o outro lado, mas enquanto no poder não alteram nada, o que prova as cumplicidades. E a representação teatral continua.

      Gostar

    • Oh mente ” brilhante”.
      O que me diz do BPN, do Bes e do Banif? Esses não foram geridos pelo estado e foram por água abaixo deixando os investidores de calças na mão. Ou seja, sem o dinheiro que lá investiram. Ou você é burra ou então come merda, para ter essa raiva toda contra o governo. Mas compreende-se porque deve ser daquelas para quem os gatunos e os mafiosos do anterior governo é que .
      eram bons.

      Gostar

  3. Gomes Ferreira é quiçá o mais velhaco, miserável e demagogo do nosso circo mediático. A conversa dele mete-me nojo, mas não só a dele, é todo um exército de canalhas que andam a fazer a cabeças às pessoas, Deveriam ser julgados sim, Por antipatriotismo. Grandes bandidos!!!

    Gostar

  4. O sentimento geral sobre a Sic e seus comentadores está bem expresso no escorreito segundo e terceiro lugar que obtém nos barómetros de audiências. O Miguel ST o Gomes Ferreira e outros como o Tomé são assalariados do poder do dinheiro. Judas sem nacionalidade. Obedecem è «nova» ordem trumpista: pessoas só as nossas os outros nada. Lembram aquele capitão de abril que disse numa entrevista não gravada ocorrida no estado maior do exército de então «… para os amigos tudo para os outros a lei!». O cancro ainda não tem cura…

    Gostar

  5. Concordo com o que escreveu mas acho que a forma como se expressa pode afastar alguns da ideia essencial que quer transmitir. Digo isto apesar de eu próprio cair nesse erro muitas vezes devido à minha revolta com o que vou vendo. Em todo o caso, eu gostei do que li. Cumprimentos

    Gostar

  6. Gomes Ferreira sempre foi tendencioso, e bem falante. Em relação à CGD sabemos que desde há muitos anos que se faziam negócios/empréstimos sem garantias, para os amigos dos administradores, tal como noutros Bancos tendo como diferença que este é do Estado, é de todos nós, o que o governo de Passos e Portas tentou mudar, torná-lo privado. Não conseguiram e aplaudo essa incompetência, para bem de todos. Tem de haver SEMPRE um Banco público.

    Gostar

  7. Pois é, meu caro Estátua,
    A pouco e pouco, vai-se convencendo da bosta que é o capitalismo que até é capaz de parir gentalha como essa que lhe fazem sair só sério, gentalha essa que constituem aquilo que eu design o por seita alcateada e partilhada.
    Mas, meu caro Estátua, estes não vendem gato por lebre! Estes dizem ao que vêm, são de direita, alguns são mesmo de mentalidade fascista, mas não renegam o capitalismo enquanto o melhor sistema que existe. E destes eu não tenho medo, porque é fácil dizer ao Zépovinho votante que o capitalismo vem invadindo, ocupando, explorando, desrespeitando, escravizando, matando, deportando, roubando, dividindo países contra a vontade dos Povos, fez duas guerras mundiais e tantas regionais onde morreram milhões de inocentes, provocou duas crises económicas mundiais onde morreram de fome e passaram a viver na miséria milhões de seres humanos, estando a última há já quase 10 anos sem solução à vista, tendo, mais recentemente com a chamada globalização, idolatrado o deus dinheiro e conseguido que 1% da população mundial detenha tanta riqueza quanta detém os restantes 99%, e mais recentemente um estudo insuspeito demonstra que 7 das famílias mais ricas no planeta já são donos de 50% da riqueza gerada na Terra, e enquanto tudo isto acontece, morrem por minuto 17 crianças com fome ou subnutrição. Ora, ouso supor, consciente destas realidades, nenhum Zépovinho estará disponível para, quando for chamado a votar, dar o seu aval às seitas capitalistas. Só que surgem na festa os que vendem gato por lebre, os que, querendo manter o capitalismo em pleno, apresentam-se ao Zépovinho votante com vestes tão diversas como o socialismo em liberdade, a social democracia, a democracia cristã (aí se o Jesus cá voltasse!…..), o liberalismo, a democracia liberal, etc., vendendo assim o gato por lebre e o Zépovinho iletrado, despolitizado como convém ao sistema, vai no conto do vigário e foi assim durante os 40 anos dos do arco! E O CHARLATÃO DO MÁRIO recentemente desaparecido foi o primeiro mentor desta filosofia de vida!..
    O resto, meu caro, o resto é blá blá, e pouco adianta ser-se mais ou menos veemente nos textos que escrevemos. Mas, por mim, está desculpado!…

    Gostar

  8. O que foi dito foi de que a probabilidade de perder tudo ou quase tudo seria grande… e creio terem razão… por experiência pessoal os designados gestores bancários (isso também foi dito no programa) não estão nunca a servir o interesse do aforrador/investidor, estão antes a vender o que os directores dos bancos lhes mandaram vender com os argumentos que lhes ensinaram… não raras vezes os produtos propostos por esses gestores resultam em perdas para o cliente. O interesse deles não é o do lucro do cliente, mas o lucro do banco.

    Gomes Ferreira não é um demagogo como por estas bandas se diz, Gomes Ferreira cansou-se simplesmente de assistir a negociatas com conivências políticas à direita e à esquerda…

    Gostar

  9. Entendo que algumas das afirmações produzidas neste programa,deveriam ser transcritas para serem presentes e analisadas pela Procuradoria Geral da Republica pelos”fumos” de crimes que elas transportam (cf. por ex.artos 187º e.330 nº 2 do Código Penal,entre outros).

    Gostar

  10. Bem o que tenho a dizer deste Porta Chaves um tal de qualquer Ferreira , é velhaco Bizarro , triste , convencido portanto é flor que não dá para cheirar, olhem cresça e apareça

    Gostar

  11. Então é assim … o banco está falido !!! deve e haver mas não há !!!! além do crédito mal parado aos desgraçados que ficam sem casa e sem o dinheiro tem os processos dos administradores e fugas em série . Eu não compro nada a esta gente !!!! não são pessoas de confiança .

    Gostar

  12. Vi o programa em directo e senti tudo isso logo na altura.
    Todos eles têm uma agenda que tem claras ligações ao Passos Coelho team do qual so falta o Relvas que caiu porque subiu demasiado alto.
    Com a clara missão de opinion makers eles seguem um guião que os torna cegos.
    No mundo da politica não há virgens, mas ver um grupo de putas a agredir uma Mulher porque pediu o divórcio, tambem me parece demais e enoja-me por serem putas.

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s