Há 74 anos – A vitória sobre o nazi/fascismo

(Carlos Esperança, 08/05/2019)

Há 74 anos a Alemanha rendeu-se aos aliados ocidentais, antecipando a rendição à URSS e aos seus aliados do Leste, o que aconteceria no dia seguinte, ainda que a Guerra só terminasse com a posterior rendição do Japão.

Terminou então a 2.ª Guerra Mundial na Europa. Dez dias antes, em Itália, Mussolini fora julgado sumariamente e fuzilado com a amante, Claretta Petacci. Dois dias depois, Hitler suicidou-se com um tiro na cabeça, e a sua mulher, Eva Braun, com a ingestão de uma cápsula de cianeto.

O alto comando alemão ainda tentou assinar a paz com os aliados ocidentais e, assim, a rendição só aconteceu no dia 8 de maio de 1945. Nesse dia começou o fim do pesadelo que o nacionalismo, a xenofobia e o racismo provocaram, desde o dia 1 de setembro de 1939, com a invasão da Polónia, perante a conivência de muitos polacos. A Alemanha, ignorando o tratado de Versalhes, começou a guerra de expansão com fortes apoios nos países ocupados. A Espanha, vítima da barbárie de Franco, chorava em silêncio, num ambiente de medo, silêncio e luto, 1 milhão de mortos, desaparecidos e refugiados.

Quando parecem esquecidos os crimes do nazi/fascismo e o maior plano de extermínio em massa de que há memória, regressam fantasmas e surgem velhos demónios, como se o Holocausto não tivesse ocorrido e os fornos crematórios não tivessem assassinado milhões de judeus, ciganos, homossexuais e deficientes, na orgia cruel de que a loucura nacionalista foi capaz.

O nazi/fascismo levou a guerra à África e Ásia e, na Europa, não foram os europeus que o derrotaram, foram os EUA e a URSS que vieram esmagar a besta nazi contra a qual a coragem e abnegação dos resistentes foram impotentes.

Urge recordar aos que ora se sentem seduzidos pela extrema-direita, aos que profanam os cemitérios dos judeus, aos racistas, xenófobos e homofóbicos que o antissemitismo é um crime imprescritível, como todos os crimes de ódio de que a alegada supremacia rácica é capaz.

A capitulação alemã, em 8 de maio de 1945, foi fundamental para a História mundial. Os historiadores comparam-na à Reforma Protestante e à Revolução Francesa.

É urgente recordar a História porque a repetição da tragédia é uma evidente ameaça.


2 pensamentos sobre “Há 74 anos – A vitória sobre o nazi/fascismo

  1. É urgente avivar memórias e alertar quem não tem sabe e é MUITO bom lembrar q os judeus I não são foram I as únicas palavras que vitimas

  2. Acho piada a toda a rede tentacular do ensino escolar e universitário, quase toda SOCIALISTA, a fazer de conta que os nacionalistas não eram SOCIALISTAS, a fazer de conta que o FASCISMO não foi Criador por Gentile um filosofo SOCIALISTA contemporâneo de Mussullini outro SOCIALISTA, como se os FACTOS não existissem para desmontar historinhas de endoutrinamento do pós WW2, Para lavar as mãos do SOCIALISMO (quais pilatos) enterrado até ao pescoço no NACIONAL-SOCIALISMO (se tem duvidas os q ficaram zombies em de comerem historinhas da treta dos professores de história xuxa, vejam os discursos de Hitler a explicar vezes sem conta nos seus discursos eloquentes do Nobel da Paz (tipo Obama), dizia a explicar porquê o melhor tipo de socialismo era o Nacional-Zucialismus. Der besser Art von ZUCIALISMUS ist National-Zucialismus. O alemão, para quem desconhece é a linguagem mais precisa à face da terra. A sigla NAZI quer dizer literalmente o seu conteúdo substantivo: um movimento de direita+esquerda!! Aprendam História factual e verificável, à 70anos q andam a mentir para salvar a face do SOCIALISMO. Não foi dificil fazer está lavagem cerebral, já estavam bem instalados na função publica por toda a Europa e já tinham nem estudadaa cartilha do SOCIALISTA e nacionalista Joseph Göebels, culparás os teus inimigos dos teus actos; repetirás as mentiras até se tornarem verdade… enfim são mais de 100frases dessa besta SOCIALISTA na altura da WW2 ministro da propaganda do nacional- SOCIALISMO, socialista refere-se a isto sempre pela sigla NAZI, não vá as pessoas esgravatarem a história e descobrirem como é possivel tanto camelo vender a ideia de q socialismo näo existia numa sociedade em que o governo determina tudo sobre o individuo, onde vais estudar, trabalhar, quanto vais ganhar, um governo q era COLECTIVISTA, que nacionalizou muita coisa, nomeadamente bancos nas mãos dos judeus e não só, um governo q tinha magazines de endoutrinamento para a juventude ariana, para os militares, para as SS, um movimento que faz o típico culto do querido líder, onde o bem comum tinha que ser assegurado pelos sacrificios comuns do povo alemão em reconstruir a alemanhã depois da WW1, estudem os FACTOS em vez de cantigas de lavar as mãos a ideologias genocídas. NAZISMO é direita+esquerdalhada mentirosos até ao tutano. Como é q alguém algum académico atrasado mental podem refutar as palavras da pp besta??? Só mesmo socialistas para em desespero de causa (desligar o socialismo de nacional-socialismo) fazerem o q fazem melhor mentir com a placa toda.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.