A tropa, o dinheiro e a nova censura

(Dieter Dillinger, in Facebook, 11/07/2017)

CENSURA

Ouvi o Prós e Contras e falaram generais que foram já CEME e mais Morgado e outra gente.

Todos criticam o chamado desinvestimento nas Forças Armadas e, em particular, no exército que não foi tanto que impedisse a existência de portas blindadas bem fechadas nos paióis e até cercas fortes e mais patrulhamento. Isto no caso de considerarmos que foram roubadas armas e não lixo, coisa que ninguém disse no Prós e Contras.

A Internet (Google) fornece tanta informação militar que é quase impossível ler tudo, mas, aparentemente, ninguém lê nada.
Não sabem que a Alemanha Ocidental já teve quase um milhão de homens em armas e mais dois mil tanques e hoje tem apenas 170 mil e uns 300 tanques.

A Holanda, a quem Portugal comprou 38 tanques Leopard A62 acabou mesmo com este tipo de armas porque já não se sabe bem se os blindados servem para alguma coisa devido à existência de uma vasta panóplia de pequenos mísseis antitanques altamente certeiros e destruidores.

De qualquer modo, o exército português não tem missão definida, dado terem acabado as guerras coloniais e a guerra fria. Há o terrorismo que exige maior proteção do armamento, mesmo de cartuchos sem explosivos nem balas e explosivos muito velhos.
Mas nenhuma proteção é suficiente porque qualquer maluco pode tornar-se terrorista e pegar num camião para atropelar uma série de pessoas como sucedeu em Nice e Berlim e para evitar isso não servem tanques nem canhões ou aviões. Quanto muito informação e controle antiterrorista da Internet.

As forças armadas americanas enfrentam o problema de terem milhares de ogivas nucleares envelhecidas e fabricadas há 20 ou 30 anos atrás e não sabem bem se as devem substituir ou modernizar e nem sabem bem para que serve aquilo, apesar de o louco do Kim estar a fornecer argumentos para modernizarem o seu arsenal, criando o “papão” norte-coreano que pode ser perigoso porque o ditador dinástico é portador de uma doença mental.

No fundo, toda a gente fala em dinheiro e querem mais para tudo como forma de levar Portugal outra vez para o processo dos défices excessivos e até para um resgate. Todos querem ser dignificados com dinheiro, como é evidente.

Enfim, é terrível para nós, socialistas, viver num País em que até somos governo, mas está sujeito a uma ditadura informativa férrea de inimigos do PS na comunicação social e também na magistratura e ter sondagens que apontam o PS para 40,4% de intenções de voto.

No fundo, não temos um jornal imparcial para comprar e nem um canal televisivo sério e honesto que não seja apenas anti-PS, incluindo a RTP, nem uma estação de rádio neutra. Resta-nos o consolo que a maioria do povo português não acredita nos meios de informação nem nos magistrados porque vê neles pessoas nada honestas nem imparciais, apenas células políticas tendencialmente de extrema direita, exceptuando uma vasto número que está dominado por essas células sem pensar como elas. Homens como Carlos Alexandre, Ivo Cruz. Rosário e outros controlam todo aparelho da chamada Justiça que acusa a torto e a direito.

Um ou outro meio de informação dá de vez quando um espaço muito pequeno a alguém mais favorável ao governo que faz lembrar os tempos de Marcelo Caetano em que a censura lá deixava passar umas críticas muito reduzidas para fingir que havia alguma liberdade. Hoje, a censura fascista é feita pelos acólitos de Balsemão, Azevedos e outros do “I” e do “Sol” que até intrigam contra países amigos de Portugal como Angola, julgando que ainda se trata de uma colónia portuguesa, prejudicando a vida de milhares de residentes portuguesas e das exportações nacionais.

Anúncios

9 pensamentos sobre “A tropa, o dinheiro e a nova censura

  1. Excelente artigo Tem razão, e comparilho, em todas as suas afirmações. Não há informação isenta em Portugal. Estamos perigosamente à beira de outro fascismo disfarçado em democracia como está acontecendo em toda a parte e nomeadamente nesta Europa velha

    Liked by 1 person

  2. Pois. Perdi eu tempo no pós 2005 New (old) Government, em ter ido à sede do PS e levantar Programa Eleitoral e Programa de Governo: e confirmar ideia ventilada de criar Estado-Maior da Defesa. Até hoje, ano 2017 dC.
    «Não sabem que a Alemanha»-e o Canadá, como vemos abaixo (anos 90)*
    «A Holanda…»-e o MDN de Sócrates, com este crime económico (Severiano Teixeira-60 milhões para a Holanda)
    «o exército português não tem missão definida»-aliás as FA, cuja natureza devia corresponder à da geografia do País: aero-naval, conceito arquivado em inúmeros estudos em que o país é rico-Pedrouços militar e arredores-varanda do Restelo.
    «toda a gente fala em dinheiro e querem mais»-bem pregava o ayatola Medina Carreira (antigo membro do PS)
    «Hoje, a censura fascista»-que não deve servir para desresponsabilizar o poder. De um PM e ou PR.
    *Rebuilding Defense: MDN-FA-duas décadas de deriva -DN,22Ago2012
    …«O Chefe do Estado-Maior da Defesa (único general de 4 estrelas) é o responsável pelo comando, controlo e administração das FA do Canadá; todas as ordens e instruções para as Forças têm de ser enviadas através do CEMD; as estruturas de comando dos Ramos desapareceram e associaram-se ao Quartel-General do Departamento de Defesa Nacional; as funções desenvolvidas pelo E-M de cada Ramo foram divididas pelos escalões subordinados e escalão superior.
    Concentraram num único edifício o MDN, o CEMD e os Comandos dos três Ramos; encerraram Academias Militares ficando apenas uma; concentraram todos os helicópteros** na Força Aérea, deslocando-os por períodos determinados para o Exército; concentram as unidades de instrução e recrutamento»…
    **Aqui no Portugal pós-moderno, os MDN foram na conversa dos CEM & Assessorias Lda, com o Ensaio para a Cegueira a correr em S. Bento-AR, para ‘queimar’ 125 milhões de euros, numa Força Aérea dos pequeninos-Exército; que nunca viu a luz do dia, mas que deu para espatifar 125 Milhões.
    Travado sob efeitos crise 2010-11, uma pena, para os grandes negócios do regime, sob a batuta da Defesa-MDN; perderam, escritórios de advocacia e partidos por baixo da mesa?
    A bem do Regime.

    Liked by 1 person

  3. Pois é…o mundo não deixou de ser perigoso, mas já não é da mesma maneira. Digam-me para que servem os submarinos comprados por P.Portas ? Se alguém me disser, agradeço. O Kim da Coreia do Norte é louco e pode ser perigoso, mas o seu homólogo dos Estados Unidos…o pato Donald…Trump, não o é menos, e este,procura um papão de serviço para mostrar os seus músculos. E julgo -o muito capaz de desencadear conflitos perigosos para o planeta. Também não quer saber de racionalidade acerca das produções de CO2 com as suas indústrias… Mas por todo o lado se vota a direita ou centro-direita como em França onde o novo presidente Macron promete reduzir os defices, mas batendo nos mais fracos…nunca nos poderosos. Segue as regras de Merklel/Schauble… depois de ter prometido convencer a UE de mudar o rumo das suas políticas… vai acabar mal, e como disse e bem Dieter Dillinger, a Imprensa está sempre no mesmo lado. Perdoam este pessimismo, mas não estamos bem não…o mundo nunca tive tanto dinheiro, mas está terrivelmente mal emprego, na mão dos cada vez mais ricos, ou então nos estados a fazer grandes asneiras…

    Liked by 1 person

  4. Não conheço a senhor Dieter Dillinger e não quero ter Facebook. Mas quero expressar a minha absoluta concordância com a opinião que expressa acerca do absoluto controle dos media – todos – pela Direita/Passos Coelho. Desde que António Costa anunciou publicamente querer disputar a liderança do PS, desde esse exacto momento, que passou a ser o alvo selvaticamente perseguido pelos ditos media (que até então o tratavam com alguma benevolência…). E desde que, no rescaldo das eleições – que, quanto a mim, não foram disputados em clima de liberdade democrática de comunicação, pois todos fizeram o seu melhor para o prejudicar – deu a entender claramente que iria procurar estabelecer um acordo à esquerda, a fúria passou a ser maior e ainda melhor orquestrada. Houve quem até apresentasse ao público uma quase “declaração anti-comunista”… E os peões começaram a ser devidamente distribuídos… Isto que eu, que não sou ninguém, penso e digo na minha roda de amigos, parecendo-me às vezes que ninguém se incomoda e se calhar até me acham paranóico, chama-se “asfixia democrática” e absoluta ausência de pluralismo (mas disfarçada à melhor maneira de Marcelo Caetano, como o autor do texto igualmente refere). Não é difícil perceber as coisas quando se conhece o percurso de quem foi em tempos assessor para a comunicação social de um então primeiro ministro e hoje encabeça a mais raivosa e empenhada campanha de bota-abaixo, convenientemente atenuada logo que as forças políticas que serve, pegando no seu serviço, sobem ao palco político institucional e não só.
    Restou-me deixar de ouvir radio, TVs nacionais e de comprar qualquer jornal, limitando-me à net, onde pelo menos só vou e só leio se me apetece e onde ainda tenho alguma possibilidade de reagir (quando me deixam). Assim estou aos 70 anos, depois de 27 de declarada ditadura.

    Liked by 1 person

  5. “criando o “papão” norte-coreano que pode ser perigoso porque o ditador dinástico é portador de uma doença mental.”
    Perigoso porque tem a artilharia perto de Seul, o exército inteiro não dura mais de 10 minutos contra os americanos, os russos ou os chineses.

    Gostar

  6. Completamente de acordo. Resta aos cidadãos votar de quatro em quatro anos? Como combater esta “preguiça” de acção perante todas as injustiças e parcialidades a que assistimos?

    Liked by 1 person

  7. O jornalismo subserviente e sensacionalista sempre ligado ao antigo regime aliados á conivência de um ex presidente da república que mais não fez desde a Figueira da Foz que continuar o controle efectivado pela ex pide/dgs…São 48 anos acrescidos de quase outros tantos.Isso significa quase um século de medo repressão encapotada,manobras palacianas duma direita que estando desadequada á rápida evolução dos dias de hoje,detém ainda o poder de controlar a opinião pública por pivots e figuras políticas nada escrupulosas que se alimentam do sistema..Futebol,a panaceia do zé povo que quando não está a trabalhar tem de ter algo que lhe ocupe o espírito,bem como telenovelas e reality shows,para que não perca demasiado tempo a pensar qual será a causa de a maioria trabalhar uma vida inteira e não ter quase nada,enquanto menos de 10% da população que ninguém vê a trabalhar,deter quase tudo ! Milagre,milagre….Ninguém os vê a trabalhar,mas eles pensam e tudo controlam para que continuemos durante toda a vida a trabalhar nas estruturas que eles antecipadamente prepararam…Energia,supermercados,água,farmácia,seguros,um conjunto de teias de aranha dos quais não podemos prescindir pois estamos perfeitamente controlados e dependentes do esquema criado pelos 10%..Para não podermos espernear muito e estragar a teia,está lá a aranha no centro,ou seja,advogados,magistrados e procuradoria geral da república,para não falar nas finanças e por aí fora…A isenção não faz parte deste esquema,já que o desiquilíbrio de 10% e 90% é mais que significativa.Podemos encolher os ombros e esperar pelo D.Sebastião,
    já que,pouco mais podemos fazer..Pôrra,mas afinal somos os 90% que estão anestesiados e continuamos como carneirinhos,a perpetuar uma situação que tem mais a ver com o feudalismo medieval do que com a era das tecnologias de informação…Basta semear nas redes sociais,denunciar, partilhar informação ,para que os carneirinhos que somos ,comecem a usar as ferramentas que possuímos,há toda uma geração que necessita imperiosamente de ser mais formativa e participativa…

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s