Ein Zug de Chelas

(João Quadros, in Jornal de Negócios, 28/10/2016)

quadros

O ministro das Finanças da Alemanha voltou a atacar o Governo: “Portugal estava a ir bem até chegar este Governo”.


Temos sorte em Schäuble não ter vindo dizer que o Deutsche Bank está como está desde que chegou o Governo de Costa. Schäuble tem mesmo uma obsessão connosco. Uma embirração que eu não sei se não terá a ver com a calçada portuguesa.

Diz o ministro das Finanças alemão que este Governo não está a cumprir as promessas que o anterior fez. É exactamente por isso, shor Schäuble, que existe este Governo. Primeiro, porque as promessas que o anterior Governo lhe fez eram diferentes das que o anterior Governo nos tinha feito, antes de vencer as eleições. Segundo, porque como as promessas que esse Governo lhe fez não prometiam nada de bom, na primeira oportunidade, mudámos para outro. Chama-se alternância. É próprio da democracia e tenho o palpite que, em breve, o senhor Schäuble vai sentir isso na pele. Alguém sabe como é que se diz “ide marrar com o comboio de Chelas” em alemão?

Provavelmente, o amigo alemão tem medo de que, com um aumento de dez euros nas pensões, os pensionistas portugueses venham a adquirir metade das acções do Deutsche Bank.

Schäuble faz lembrar um “sketch” do Big Train, onde, de cada vez que os empregados vão falar com o patrão sobre os ordenados em atraso e a situação da empresa, ele abre uma gaveta e começa a distraí-los com cãezinhos fofos ou números de circo com bolas.

O ministro das Finanças alemão tem o Godzilla do Deutsche Bank a entrar pela porta da frente do condomínio, mas o que lhe tira o sono é o ladrar do caniche do sujeito do quintal do lado. Se o nosso ministro das Finanças dissesse (ainda que fosse naquele tom ligeiramente de anúncio de Calcitrin que ele tem) que está muito preocupado com o rumo do DB e com o que este Governo alemão está a fazer para o evitar, havia de ser bonito. Tenho quase a certeza que, de cada vez que Schäuble fala na dita “Geringonça”, afina os eixos e reforça as porcas.

O mais curioso, neste ataque ao Governo actual, e defesa do anterior, é que se por acaso Schäuble se lembra de ligar agora a televisão, do bunker onde mora, no nosso Canal Parlamento e vê Passos e Cristas a pedirem para este Governo aumentar as pensões mais baixas, vai ter uma surpresa e só não tem um ataque cardíaco por ausência do órgão.

Segundo as minhas recordações, para a troika schaubliana da austeridade, as pensões eram para ficar todas congeladas até ao fim do século ou, numa hipótese mais remota, até a GNR conseguir apanhar o Piloto. Em relação a este último assunto, eu desconfio que a PSP e a GNR ainda não apanharam o fugitivo de Aguiar da Beira de propósito, porque o Estado, este ano, espera obter uma maior receita fiscal com imposto sobre cartuchos. 


Top5 Se fosses chatear o Goethe
 1. “Trump põe a hipótese de não aceitar o resultado das eleições.” – Nada que nos surpreenda. Já percebemos que, para Trump, muitas vezes, um ‘não’ significa um ‘sim’, à força.

2. Passos Coelho: “PSD fará, desta vez, propostas para o Orçamento.” – Mas todas inconstitucionais.

3. “PJ está convencida de que o Piloto tem um plano de fuga.” – Piloto está convencido de que PJ não tem um plano de captura.

4. “Sexta-feira vai ser votada no Parlamento a isenção de IVA para os produtos homeopáticos” – Mas continua a haver IVA numa garrafa de água.

5. Esquadra russa navega a 200 km de Aveiro – Busca, Tridente! Busca, Arpão! Kssss. ksss. Busca!

2 pensamentos sobre “Ein Zug de Chelas

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s