O que diz Pereira?

(Dieter Dellinger, 30/06/2019)

João Vieira Pereira

O diretor do Expresso João Vieira Pereira queria que o PS ou outro partido inventasse de novo a pólvora.

Ele afirma que nenhum partido tem uma ideia inovadora para o País.

Gosta da Estátua de Sal? Click aqui.

Para um jornalista é lamentável que não conheça o Mundo de hoje. É o mesmo, apesar das diferenças de nomes. O mundo da ex-URSS e satélites e o da China que não mudou de nome mostrou ser um bom caminho para o capitalismo e é onde estão dezenas de fábricas que faziam algumas coisas em Portugal estão agora na China às quais se acrescentam as dezenas de milhares dos países capitalistas com ordenados elevados. Claro, isto – por enquanto – porque tudo pode alterar-se e a China adquiriu muito capital tecnológico para poder prescindir do capitalismo. A INTEL até instalou em Beijing uma Universidade de Informática.

Temos no Mundo o modelo misto da China e Vietname e as democracias mais ou menos liberais ou sociais. O PS quer uma democracia social depois de resolver parcialmente o problema do endividamento excessivo.
Bastaria uma dívida de 75 a 80% para ir sendo gerida com cuidado.

O Mundo viveu o século passado com tudo, iniciou-se com monarquias e impérios coloniais imensos e acabou sem os monarcas, salvo algumas figuras decorativas como na Inglaterra, Holanda, Bélgica, Suécia e Noruega que são verdadeiras repúblicas parlamentares sem que o monarca incomode alguém.

Moscovo controlou dezenas de povos e nações desde a fronteira com a Alemanha em Wolfsburg às portas da VW até às ilhas japonesas e num ápice transformou-se no capitalismo oligárquico dos Abramovitch e outros. Das suas torres militares viam sair das fábricas VW milhões de automóveis e nunca quiseram imitar. Só as bombas nucleares e os mísseis.

Digo isto para mostrar que o Pereira não percebe o que se passou e passa no Mundo, e Portugal é como todas as outras nações aberta às ideias do Mundo que não são nenhumas.

As ideias novas são os velhos fascismos e nazismos que começam a despontar para liquidar os refugiados. Partidos como o AfD alemão e o da Le Pen em França mais a Lega e os 5 Estrelas existem para liquidar ou expulsar os refugiados e se rebentasse uma guerra entre EUA e Irão, mais alguns outros que desviasse as atenções, os refugiados seriam liquidados e para os palestinianos haveria uma verdadeira e completa solução final. É tudo velho e vem nos livros de história e biografias de ditadores e democratas.

Para Portugal, diz Pereira, o PS abrange todo o espectro político do centro direita ao centro esquerda.

Mesmo assim há uma luta de classes travada entre o grande capital quase falido que gostaria de ter a saúde paga pelo Estado ao seu serviço e um sistema de reformas de capitalização privada tipo BEST ou Fundos do BES para serem embolsados por uns tantos e os jovens trabalhadores daqui a quarenta anos ficariam a ver navios.

O PS só admite migalhas privadas na saúde e não quer ouvir falar de reformas privadas porque precisa de pagar as atuais e há malandros como eu que fazem agora 80 anos e não se querem demitir da condição de reformado. Daqui a 40 anos, a maioria dos malandros da época continuará a viver até aos 100 anos, mas atenção não vão ficar cá para sempre.

Não é a economia portuguesa que está sufocada, é antes a economia das pessoas que auferem ordenados elevados e chegam a pagar mais de 50% de IRS e TSU, o que não é invenção deste governo, sendo mesmo mais dos 10 anos cavaquistas. Costa até reduziu o IVA da restauração e um pouco do IRS, mas muitos gestores não merecem tudo o que supostamente ganham.

O Pereira fala do Costa como condutor de um autocarro cheio de sorte.

Ele não sabe que a primeira qualidade de um político é ter sorte e aproveitá-la sem a deitar para lixo por razões ideológicas ou administrativas.

Se rebentar a guerra entre EUA e Irão, acaba-se a sorte do Costa ou de outro qualquer que governe o país. O petróleo subirá para preços inconcebíveis e com ele quase tudo. Centeno será incapaz de controlar o défice e muitas desgraças aparecerão, até porque será uma guerra prolongada, já que o Trump não quer colocar tropas no terreno e será tudo à base de drones e mísseis.

2 pensamentos sobre “O que diz Pereira?

  1. De desgraça em desgraça até chegar ao PS e Antônio Costa….O Sr. João Vieira Pereira pode antecipar a sua própria desgraça….atire-se ao mar, e diga que o empurraram….

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.