Sondagem – António Costa tem razões para se demitir?

António Costa

Este é um desafio aos nossos leitores e a todos que nos seguem. Já agora, sempre quero ver o que pensam aqueles que nos seguem sobre o que acham da decisão de António Costa se demitir, caso a lei do descongelamento total do tempo de serviço dos professores seja aprovada na Assembleia da República. Votem. Podem escolher, no máximo, 3 opções em simultâneo.

Estátua de Sal, 04/05/2019



14 pensamentos sobre “Sondagem – António Costa tem razões para se demitir?

  1. Claramente as duas primeiras. E se a primeira é a razão mais objectiva, a segunda hipótese coloca o PS na mesma situação que o catedrático depois das últimas legislativas. E quando não é possível governar… Se bem que no caso do catedrático era mais desgovernar como ficou bem óbvio.

    • 16:16, hum?

      Epá, tens de aprender a fazer sondagens está visto: 32.59% + 25.42% querem dizer que sim? Pois, mas não, querem dizer exactamente o mesmo pois decorrem uma da outra: «Sim, porque se o Governo cedesse aos professores teria que ceder a outros grupos da função pública [e isso] colocaria as finanças públicas em risco». Diferente seria se perguntasses: «Sim, porque se o Governo cedesse aos professores teria que ceder a outros grupos da função pública [e isso] seria o passo decisivo para se implementar em Portugal um regime fascista como o do Pinochet».

      Nota. No entanto, pelo andar da carruagem, poderiam existir hesitações pois alguns camaradas d’A Estátua de Sal acreditam mesmo que há casos em que, lá está, uma decorre mesmo da outra. Hipóteses, dois em um. «Sim, porque satisfazer os professores seria o passo decisivo para se implementar em Portugal um regime democrático igual ao do Grande Comandante Nicolás Maduro, na Venezuela, ou, ainda, uma Democracia plena como a que existe no paraíso coreano do Querido Líder Kim Jong-un».

      António Costa tem razões para se demitir?

      Sim, porque se o Governo cedesse aos professores teria que ceder a outros grupos da função pública 32.59%

      Sim, porque satisfazer os professores colocaria as finanças públicas em risco 25.42%

      Não, porque está só está a dramatizar para chegar à maioria absoluta e não repetir a Geringonça 11.63%

      Não, porque a despesa com os professores é muito menor do que o que se gastou, sem drama, com a Banca 7.47%

      Sim, porque se todos os partidos estão contra o Governo, este deve demitir-se 4.85%

      Sim, porque o PS deve ir a eleições, ganhar à direita e acabar com a Geringonça 4.47%

      Não, porque é um desrespeito para com a vontade democrática da Assembleia da República 4.31%

      Não, porque provocar uma crise política e instabilidade é mau demais para o País. 4.24%

      Sim, por outros motivos 3.31%

      Não, por outros motivos 1.69%

      Como diria o outro, eu acho é q[u’os leitores da’A Estátua de Sal têm é razões para ganhar juízo.

      • Bebé real pode chamar-se Alexander, Philip ou Arthur, segundo casas de apostas

        Nota. Manuel G., pá!, como a demissão do António Costa chegou a um ponto em que toda a gente de idade adulta já percebeu que ele estava a fazer birrinha e já ninguém liga ao chavalo, tens de fazer nova uma sondagem. Eu faço campanha eleitoral pelo nome mais giro segundo as apostas, é claro.

  2. Cada vez tenho mais dificuldades em entender estes democratas desta democracia que vem mantendo vivo o hediondo capitalismo enquanto sistema económico e social desde há mais de 400 anos!….
    Onde consta como norma instituída, e aceite, que todos os projectos de lei que o governo submeter à votação na competente AR devem ter a concordância da maioria dos deputados????
    Como é a favor do trabalhador admitem os servos do capitalismo que pode haver demissão.
    Mesmo que as sondagens digam o que dizem!….
    Miseráveis!….
    Acordai, ó vítimas da fome!…..

  3. Acho chocante que, pelos vistos, haja tanta gente a considerar que sim, que tem razões para se demitir…
    Afinal vai-se a ver e quem acabaria por ter razão seriam os comentadores de direita que dizem que «tudo isto« (o sucesso de Centeno e o equlibrio das finanças) se deve ou, à herança de Passos Coelho, ou à «galinha dos ovos de ouro do Turismo». É verdade que terá havido um truque de finanças púbicas (o aumento dos impostos indirectos em vez de directos), mas a obsessão pelo «défice zero», acaba por perturbar a visão do «grande esquema das coisas da política económica».

  4. Está “sondagem” não tem qualquer valor, tendo em conta o universo que responde, não aleatório nem estratificado; no máximo poderá reflectir a opinião de leitores do blog. Mas para agravar, qualquer pessoa pode vo
    tar as vezes que quiser, pois permitiu-me votar duas vezes. E mais seriam se a minha tentativa não fosse mais que um teste.

      • OK. Mas a mensagem não é clara “Thank you, we have already counted your vote”. Mantém-se a possibilidade de votar mais que uma vez. Esta sondagem é apenas um exercício lúdico. 🙂

  5. Se me fosse permitido votar em duas questões votaria nas duas seguintes, porque uma teria como consequência a outra.
    Cedendo aos professores teria que ceder não só a toda a função pública, coma a todos os espoliados do anterior governo, incluindo a reposição integral das reformas da dita “peste grisalha”…
    Implicaria portanto que não haveria orçamento, de direita ou de esquerda que o suportasse. Seria de novo a bancarrota, que pelos vistos, agora tanto a direita como a esquerda desejam:
    -Sim, porque se o Governo cedesse aos professores teria que ceder a outros grupos da função pública
    -Sim, porque satisfazer os professores colocaria as finanças públicas em risco

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.