PORQUE NÃO QUERES SER POBREZINHO, PÁ?

(José Gabriel, 01/08/2018)

zegabriel
Canais de televisão, exercendo aquilo a que chamam jornalismo de investigação, parece que resolveram fazer uma pornográfica incursão por tudo o que é propriedade ou rendimento de tudo quanto é figura de relevo na esquerda.

Querem fazer render o caso Robles, que está encerrado e não “dá mais”. Sejamos claros: este foi um caso de incoerência entre o que se proclama e o que se faz, com consequências políticas que feriram, sobretudo, o seu partido. Só isso, e já não é pouco. Quanto ao resto, que use dos seus direitos e cumpra os seus deveres é o que dele esperamos – o mesmo que, afinal, exigimos a nós próprios.

Mas a corja mediática não descansa. E agora, descobriram que a líder do BE é sócia de uma empresa familiar que se dedica a restaurar casas para turismo rural. E que temos nós a ver com isso, ó jornalistas da treta? Qual é o problema, se nem uma suja insinuação vos vale? E, deixem-me dizer-lhes, aquilo que quisestes que fosse um ataque, acabou por ser um elogio: as reconstruções daqueles modesto palheiros ficou um mimo e é digna de elogios.

O que se segue agora? Saber quanto custou o carro de um qualquer perigoso revolucionário? Descobrir as obscenas quantias que alguns figurões de esquerda gastam em livros ( e quadros! Eles chegam a ter quadros e outros luxos! )? E quantas divisões tem a casa de um qualquer comunista? Esta é a perspectiva da direita: os militantes da esquerda mais consequente deveriam ser Franciscanos, fazer voto de pobreza, viverem em total despojamento.

Ó gente da direita analfabeta, a luta de classes não é entre bons e maus, entre pobrezinhos e ricos, mas o antagonismo entre as classes matriciais de um dado modo de produção que dela decorre tem reflexo económicos, políticos, ideológicos que em muito determinam as opções dos cidadãos.

É aqui que ganha sentido a tendência dominante das vossas chafaricas jornalísticas. Fazem o seu papel. Mas a prova que o fazem com os pés é, de quando em quando, um dos vossos bonzos sentir necessidade de declarar que “a comunicação social tem tendência de esquerda”.

Anúncios

Um pensamento sobre “PORQUE NÃO QUERES SER POBREZINHO, PÁ?

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.