Cavaco Silva e a decadência ética da direita

(Carlos Esperança, in Facebook, 27/02/2017)

cavaco_oliveira_costa

Cavaco Silva não é um epifenómeno da degradação ética do regime, é o arquiteto desta direita que capturou o PSD e o CDS, o padrinho que, em Belém, procedeu à retaliação contra o 25 de Abril, com a inteligência de Paulo Portas, a inépcia de Passos Coelho e o ressentimento comum.

A esquerda, em especial a social-democrata, intimidou-se com o bullying da direita, que manteve designações democráticas (PSD e CDS) para melhor se vingar das conquistas populares. Social-democracia, Sempre! – dizia Pedro Passos Coelho, depois de expulso do governo pelo PS, BE, PCP e PEV, e de ter feito o mais implacável ataque ao setor público e as mais ruinosas privatizações. É preciso topete!

Cavaco divulgou um livro de 600 páginas onde 2/3 – diz a imprensa –, são sobre as 118 audiências com um PM caído em desgraça. Há nesse ódio doentio a pusilanimidade de quem forjou o escândalo das escutas, culpando a vítima (PS) e desmentindo o cúmplice (Fernando Lima) que, ressabiado, o denunciou, tendo então ficado em silêncio, tal como quando engendrou a notícia para o Público, onde estava José Manuel Fernandes.

Perante o facto inédito de revelar o conteúdo de audiências oficiais, sem testemunhas ou possibilidade de contraditório, é essencial conhecer o carácter do delator, do narciso que olhava o mar e não via submarinos à tona.

Melhor do que a nebulosa vida privada ou as faltas injustificadas na Universidade Nova, para lecionar na Católica (mais lucrativa), definem-lhe o carácter as decisões políticas:

1 – A reintegração no serviço ativo das F. A. e promoção a CEMGFA do general Soares Carneiro, ex-diretor do Campo de S. Nicolau e candidato derrotado à PR, contra Eanes;

2 – A atribuição de pensões a dois destacados elementos da Pide, por relevantes serviços à Pátria, pensão que recusou ao heroico capitão Salgueiro Maia;

3 – Em 1987, quando mandou votar Portugal ao lado dos EUA, de Reagan, e do RU, de Thatcher, contra uma resolução que exigia, entre outras coisas, a libertação de Mandela. [Resolução da Assembleia Geral n.º 42/23A – “Solidariedade com a Luta de Libertação na África do Sul”. (129 votos a favor, 3 contra e 23 abstenções). Mandela ficaria ainda preso mais três anos dos 27 que passou na prisão.]. Que vergonha para os portugueses!

4 – O seu governo vetou a candidatura de Saramago ao Prémio Literário Europeu, 1992, e agraciou o censor, Sousa Lara, com a Ordem do Infante D. Henrique, reservada a “quem houver prestado serviços relevantes a Portugal, no país e no estrangeiro”, em 18-02-2016, prestes a perder o alvará das condecorações.

5 – No fim do último mandato, em desvario, quis dividir o grupo parlamentar do PS e fez ameaças nocivas ao País, na tentativa de evitar o atual governo, enfurecido contra a AR, que o viabilizou através da maioria dos deputados, democraticamente eleitos.

Urge defender a liberdade e a solidariedade. Cavaco é um inimigo, não pela relevância do sujeito, mas pelas cumplicidades que mantém e pelo desejo de vingança que o move.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Cavaco Silva e a decadência ética da direita

  1. Naturalmente que concordo, mas cuidado, tal como no fascismo, ele não está sozinho, e porque a idade e actual popularidade não lhe são de bonança, atentemos mais nos que estão na rota da sucessão!

    Gostar

    • Anticapitalista. Os meus cumprimentos pela lucidez do alerta. “eles” continuam por aí chuchando por lugar ao “SOL” e conta bancária na “lua” escura.

      Gostar

  2. Muito bem dito,muito bem escrito.Como e possivel que a democracia eleja pessoas assim,que se deixe governar por pessoas assim, comunicacao social que promova Pacheco. assim.O S.Professor Doutor Anival Cavaco Silva teve um ano para se recompor do desastre que foi a sua magistratura afinal ficou PIOR.Termino so com um exemplo:Para mostrar a sua forma o professor podia dirigir-se aos poderosos,aos ex. presidentes ds Rep. ,ao atual governo dizendo o que faria se estivesse no seu lugar ou mostrando de facto a sua influencia na conducao dos destinos do pais.Nao!Preferiu bater no Burro deitado a bracos com a justica quando o podia ter demitido ja que ele’oSocrates’era mentiroso,deslial,arrogante e muito mais.Deslial foi e e ele com os portugueses o Cavaco que sabendo nos manteve nesse lamassal.E sim senhor um ajuste de contas com Jose Socrates e nao o faz com o atual governo porque as coisas nao lhe estao a correr de feicao.Ha dias despedi-me de um amigo para sempre.Que saudade ele me deixa .

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s