DIZ QUE “AINDA” NÃO FALA…

(Joaquim Vassalo Abreu, 08/12/2016)

cavaco_caricatura

Assim a modos que inocentemente, perante título tão enigmático, poderão perguntar-me e com toda a propriedade: Como pode dizer que “ainda” não fala, se “ainda” não fala?

Mas não é nada disso! É que o Silva falou dizendo que “ainda” vamos ter que esperar que ele fale! Disse ele: “Ainda vão ter que esperar algum tempo até que eu decida falar sobre a situação política nacional”!

Deu-se um autêntico terramoto nas redes sociais, um sobressalto até, assim como se uma múmia aparecesse a voar, pois se uma vaca pode porque não também uma múmia, digo eu, e só comentários eu vi noventa e três!

Mas, antes desses comentários eu aqui resumir, eu quero-vos dizer que lendo a frase de trás para a frente e da frente para trás, eu não descortinei nada de especial senão o “Ainda”! É que, para mim, é nesse indefinido, incerto e duvidoso advérbio de tempo que está a questão! É ele que me perturba, porque ele não quer dizer que “ainda” não está preparado, que não é o momento certo, não é um “tenham lá paciência” …Não, nada disso! Para ele, evidentemente, soa assim a uma ameaça, assim como quem diz: Têm pressa? Pois esperem! O que significa que, para ele novamente, as pessoas estão ansiosas por o ouvir, os jornalistas vão-se pôr em fila às portas do convento, eles mais a CMTV e as restantes TV,s. Quando falará, vai ser a pergunta que não se sabe que eternidade poderá durar…Eles esperam algo de revelador e bombástico, algo de novo e nunca visto…e vão esperar…

No entanto, como disse, as reacções nas redes sociais foram mais que muitas, eu há bocado já tinha contado noventa e três, mas são quase todas do mais decepcionante que pode haver: só mostram menosprezo e desconsideração. Algumas até com uma linguagem imprópria, assim como eu às vezes uso, mas só quando estou muito zangado! Pois vejam:

Uma série deles a dizerem  para não abrir a boca para o resto da vida, outros a dizerem que se estão não sei quê para as suas opiniões, que pode ficar calado para sempre (essa já disse), que calado era um poeta, outro diz que para ele também, corroborando o anterior só pode ser, outro ainda diz que se abre a boca sai asneira, um outro mais diz com um desplante mórbido que fale depois de morto, que tem rabos de palha, que calado, mais que um poeta, era um doutor, um outro propõe que a falar que fale depois do Natal para não nos estragar o mesmo, uma diz à anterior que vai pôr um cavaco na lareira, olhem se isso se diz, houve até um que colocou um anuncia da “Era” a dizer “Vende-se”, e eu achei piada como se alguém o comprasse e até o célebre “Porque non te callas”, mas este acrescentou para sempre, como se ele já tivesse falado!

Um outro ainda mandou-o emigrar, outro falar com as cagarras e este, o único que li com bom senso, que disse que há pessoas que deviam era perceber quando estão a mais e quando já ninguém se interessa pela sua opinião e, continuando com bom senso, aconselhou-o também a estar calado para não dizer asneiradas…

Eu só estou a transcrever o que li, atente-se, e acabo com uma frase da qual deveras gostei : Se lhe disserem que o silêncio é de oiro, ele vai pensar duas vezes antes de quebrar o silêncio…! Mas o primeiro dizia tão só: Dispenso…

Pois eu não, eu quero ouvi-lo! Melhor, não me importo de o ouvir. Melhor ainda, se quiser falar que fale mas que fale quando quiser, ora!

E isto porque constato que muitos não percebem nem nunca perceberam o cujo. De modo que eu pergunto: Afinal, para que fez ele aqueles roteiros todos e deixou aquela enormidade toda de “avisos”? Sim, para quê? É que ele não fez como o Passos Coelho que desatou à caça do diabo durante meses e não o encontrou. O Silva, não. O Silva passou a vida avisando que ele irá aparecer e só está à espera do momento em que ele apareça mesmo. E aí ele vai ganhar fôlego e dizer: Eu não avisei? Mas isso pode demorar meses, anos, séculos, quiçá eternidades, mas ele lá estará vigilante e, mesmo com a múmia já putrefacta, dela se elevará para dizer, nem que seja pela última vez: Eu não avisei? E todos diremos: Ámen…

Mas “ele” há gente para tudo e depois de ter lido esta notícia no Observador, ao contrário de mim que só a observei no Facebook, para que se conste, um amigo meu veio-me com uma teoria, que eu até achei perspicaz e por isso a bebi, que é a de que ele está à espera de um carro novo, de um topo de gama!

Eu só achei perspicaz depois porque antes perguntei-lhe. E? E o quê, diz ele, não te surge nada, assim uma cidade, uma cidade com praia, com um casino até…A Póvoa, perguntei eu? Qual Póvoa, pá, a Figueira, a Figueira da Foz! Ah, abri eu a boca de espanto perante tanta sagacidade! Ele quer candidatar-se à chefia do coiso? Será? E porque não, diz o meu amigo? É que aquilo parece um deserto, não se vê ninguém, não aparecem candidatos, nem sequer a Lisboa e Porto, todos têm medo, todos se temem, ninguém avança…E ele, quando chegar a viatura, vai ter que a rodar…Percebes, desafiou-me ele?

Diz que foi a Maria que exigiu, pois já nem à rua sai por falta de alfaiate…Percebes?

Fiquei sem fala…


Texto original aqui

Anúncios

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s