Sousa season

(João Quadros, in Jornal de Negócios, 02/09/2016)
quadros

 João Quadros

Foi uma “silly season” olímpica, marcada por chamas e medalhas. A grande figura foi Marcelo Rebelo de Sousa. A “silly season” é o “habitat” natural do nosso PR. Digo isto sem desprimor, mais ainda, sabendo que os dias que eram a cara do nosso ex-Presidente era o dia de finados e a Sexta-feira Santa, quando calhava num dia 13.

Marcelo esteve em todo o lado, abraçou e beijou toda a gente e nem um herpes labial apanhou. Acho que, desde aquele mergulho no Tejo, o nosso Presidente ficou com um sistema imunitário que lhe permite ir fazer uma presidência aberta a Chernobyl e vir de lá apenas bronzeado. Esta omnipresença de Marcelo mais facilmente nos desgasta a nós do que a ele.

A diferença para Cavaco é abismal: as pessoas gostam do Presidente da República – mas a principal diferença é que é recíproco. Até a visita às Selvagens foi diferente. Havia cagarras escondidas em fendas rochosas desde a visita de Aníbal que vieram espreitar a chegada de Marcelo. Claro que o nosso Presidente não iria ficar nas Selvagens por muito tempo, porque só tinha duas pessoas para abraçar.
Pode ser mania minha, mas acho que há semelhanças físicas, de rosto, e até de tiques, entre o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa e o Mister Fernando Santos. Uma forma de falar, um estilo, um tom que tenta acalmar e convencer que está tudo bem mesmo quando nos parece que agora é que vai dar bronca. Vivem os dois muito da comparação com os antecessores. Paulo Bento e Cavaco Silva parecem ter sido feitos no mesmo torno.

Marcelo recebeu os jogadores de futebol campeões europeus, os atletas olímpicos, os campeões europeus de atletismo. Nunca houve tanta testosterona naquela sala, excepto daquela vez em que Cavaco lambeu a mão à princesa Letizia.

Nesta “silly season”, Marcelo distribuiu mais medalhas num mês que o comité olímpico. Eu ainda não recebi, mas tenho tido o telemóvel desligado nas férias, por isso não sei se já tenho uma torre e espada lá em baixo na caixa de correio.

Na verdade, acho que estas medalhas, finalmente, foram atribuídas a pessoas que, não temos dúvidas, fizeram alguma coisa pela nação. Prefiro ver Marcelo condecorar atletas do que vê-lo atribuir uma Grã-Cruz da Ordem Militar a pessoas com o pé chato. E já foram muitas.

Do meu ponto de vista, é diferente dar uma medalha ao Zeinal Bava e, passado uns meses, descobrir que andou a assaltar a PT e dar uma medalha ao Ederzito. Sinto que, desta vez, não fomos aldrabados, a não ser que viéssemos a descobrir que o Eder estava a ser pago pelos franceses e que, na realidade, tentou um autogolo mas saiu-lhe mal.

TOP 5“Silly season”1. Horrível mês de Agosto, o vídeo que parodia Costa e diverte o PSD – Fixe foi a Universidade de Verão, o Pontal, o Barroso no Goldman e as sondagens.

2. Embaixador do Iraque enviou flores ao jovem agredido em Ponte de Sor – São cravos amarelos, significam desdém e mau querer.

3. Guterres vence terceira votação para secretário-geral da ONU – Só faltam 23.550.

4. Polícia Marítima apreende e destrói 210 bolas de Berlim – Não seriam bolas de Marrocos?

5. Assunção Cristas acusa Governo de “cegueira ideológica” por querer cobrar IMI à Igreja – A líder do PP é uma estrábica com cegueira religiosa.

.
Advertisements

Um pensamento sobre “Sousa season

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s