As sanções de Biden contra o Afeganistão: matar um povo à fome, cometer genocídio

(Joaquim de Freitas, in Facebook, 21/03/2022)

(Onde andam e andavam os belicistas indignados com a invasão da Ucrânia quando Biden cometeu este crime bárbaro? Não têm pena destas crianças? Calam-se e enfiam a cabeça na areia como a avestruz? Não se sentem nem se sentiram incomodados? Porquê? Eu não quero acreditar que seja porque estas crianças não têm cabelos loiros e olhos azuis. E fico-me por aqui.

Estátua de Sal, 25/03/2022)


Quando os Estados Unidos roubaram US$ 7 bilhões do Afeganistão em 11 de Fevereiro, não foi um simples roubo.

Foi um crime de guerra e um crime contra a humanidade que provavelmente condena milhões de afegãos à fome. Em suma, o prelúdio do genocídio.

Biden hesita na sua desculpa para este roubo total de fundos afegãos, ou seja, compensação para as vítimas do 11 de Setembro.

Não foi o governo afegão que matou os seus compatriotas da WTC de Nova Iorque.

De facto, em 2001, os Talibã ofereceram-se para entregar os culpados da Al-Qaeda a Washington. Os Estados Unidos recusaram esta oferta e invadiram o país.

A ação chocante de Biden torna todos os americanos cúmplices de atrocidades abomináveis.

Segundo a UNICEF, “mais de 23 milhões de afegãos enfrentam fome aguda, dos quais 9 milhões estão à beira da inanição”.

Em meados deste ano, 97% dos afegãos estarão na miséria, segundo estimativas da ONU.

Dizer que essas pessoas precisam de cada centavo dos seus US$ 7 bilhões é um eufemismo.

Dizer que aqueles que roubam metade são monstros é a única avaliação moral de tal roubo. (A outra metade deve-lhe ser devolvida numa data posterior não especificada).

Biden saiu-se melhor do que os salteadores: “A bolsa ou a vida” é a nova mensagem americana, transmitida em tom de autossatisfação.

Esse roubo em particular representa cerca de 40% da economia afegã e cerca de 14 meses de importações afegãs, de acordo com Mark Weisbrot no Sacramento Bee em 4 de Fevereiro.

Mas Biden já havia imposto outras sanções ao país, como presentes de despedida quando as tropas americanas finalmente deixaram o país após 20 anos de destruição.

No geral, as sanções de Biden significam “mais pessoas morrerão... no ano atual do que o número que morreu em 20 anos de guerra”.

Assim, Biden desfez o bem que havia feito ao retirar as tropas americanas do Afeganistão. Os militares retiraram, mas o presidente americano abriu a porta para a fome. E este assassino entrou sem hesitação.

Esse desastre inteiramente causado pelo homem poderia ser evitado, é claro. Levante as sanções. Devolva ao Afeganistão todo o seu dinheiro e vidas serão salvas. Caso contrário, muitas pessoas morrerão.

Dezenas de milhares de cidadãos afegãos foram forçados a fugir em busca de comida e segurança, cinco milhões de crianças enfrentam fome, morte agonizante e dolorosa, um aumento de quinhentos por cento nos casamentos infantis e a venda de crianças apenas para poder sobreviver, e nem uma única menção sobre isso, nem aqui nem em qualquer lugar, sem cobertura televisiva contínua, sem resposta humanitária de emergência, sem plenários, sem rezas nas igrejas do Ocidente.

Meu Deus, eles devem estar se perguntando o que torna a sua crise humanitária tão sem importância. Onde estao os concertos musicais para lhes vir em socorro? Onde estao as missas ao ar livre por estes humanos? Onde estão os cortejos de oferendas?

É a cor da pele deles, é o facto de não serem brancos? Que eles não são europeus? Será porque a decisão de despojar o seu país de sua riqueza foi tomada por um presidente americano despótico e não por um presidente russo?

Porque meu Deus, todas as guerras são ruins, e todas as vítimas valem a pena apoiar, e até que consertemos isso, não teremos credibilidade.”

Levou 20 anostrilhões de dólares e 4 presidentes dos EUA para substituir o Talibã pelo Talibã. Lindo serviço americano !

A lição a ser tirada da derrota dos EUA no Afeganistão e das sanções resultantes é esta: dane-se se o fizer e dane-se se não o fizer.

Os EUA é o pior perdedor do mundo. Derrotado, ele vinga-se de forma atroz.


Gosta da Estátua de Sal? Click aqui.

5 pensamentos sobre “As sanções de Biden contra o Afeganistão: matar um povo à fome, cometer genocídio

  1. Olá blogue que eu seguia! Isto por aqui passou a ser um blogue de campanha antiamericana, mas da mais rasca e sem qualidade. Nada disto me garante a credibilidade de quem escreve e de quem publica, e que seja tal e qual. Onde estão as fontes? Parece-me uma evidente propaganda pura e simples. E do outro lado, de quem manda na Rússia, está tudo bem? Lamentavelmente parece-me estar a ser um antro de facciosos sectários.

    • Manuel_AR, realmente é lamentável que um blogue que era interessante se tenha transformado num execrável veículo de propaganda anti-Americana. Não tenho nada contra a propaganda anti-Americana, eu não subscrevo mas, utilizar uma brutal agressão para , ao fazer propaganda contra alguém que, só indirectamente á parte do conflito e, assim , branquear a acção de agressão é………nojento.

Leave a Reply to Ana Paula Horta Cancel reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.