Governo deu ao BE um guião para ultrapassar veto de Marcelo. Era este

(In Expresso Diário, 26/04/2019)

(READ MY LIPS

Depois desta notícia acho que António Costa se devia esconder debaixo da mesa por ter sido apanhado a roubar chocolates depois de dizer que quem roubou foi o  menino do lado. Uma vergonhaça das grandes. Não se percebe as razões pelas quais o PS, nos últimos tempos só dá tiros nos próprios pés. Será que António Costa já se cansou de Portugal e quer mesmo perder as eleições?! Será que vai fazer como Durão e largar asas para um lugar na Europa?! Será que não é só o Centeno que está de mala aviada?!

A Estátua fartou-se de pensar e não encontrou explicação melhor para tanta azelhice…. 🙂

Comentário da Estátua, 26/04/2019)


Para além de ter aceite o fim total das PPP na Saúde, o Governo chegou a entregar ao BE e PCP um guião para ultrapassar o veto certo de Marcelo.


Continuar a ler aqui: Governo deu ao BE um guião para ultrapassar veto de Marcelo. Era este


 

Advertisements

10 pensamentos sobre “Governo deu ao BE um guião para ultrapassar veto de Marcelo. Era este

  1. Nota, única.

    Pois é, concordo contigo sobre o desnorte (o José Miguel Júdice perguntou maldosamente, vi na SIC N, se uma das razões para isso não residirá, simplesmente, no facto de os tipos do PS e do governo terem atingido o limite da sua competência…), mas noto que este é o momento de reler o que a ASL escreveu e que, oportunamente, eu trouxe para A Estátua de Sal. E toma lá uma outra ilustração (fantásticp o fundamento), entretanto.

    https://pbs.twimg.com/media/D5CQKxsWwAQyc_-.jpg

    Editorial
    Costa, um animal político meio perdido

    Ana Sá Lopes
    14 de Fevereiro de 2019

    […]

    De António Costa, que foi capaz de negociar o que era considerado inegociável – a sobrevivência de um Governo PS com o apoio dos comunistas e do Bloco de Esquerda – esperava-se que conseguisse lidar com uma sociedade enervada com o mesmo talento com que se sentou à mesa com o PCP e o Bloco e com eles aprovou quatro orçamentos. Mas não está a ser capaz. Parece perdido. Estranhamente, tão perdido como estava durante a campanha das legislativas de 2015 que contra todas as expectativas conseguiu perder para a dupla que governou o país durante os anos negros da troika, Passos e Portas.

    Costa tem esta característica, eventualmente irritante como diria o Presidente da República, de baralhar as expectativas: quando se espera que ele ganhe, perde; quando se espera que definitivamente perca, ganha. Foi assim com as legislativas, foi assim com a formação do Governo.

    É difícil prever o sucesso ou o falhanço de Costa – ele já baralhou toda a gente antes. Mas, com os dados que existem hoje sobre a mesa e o mal-estar social visível, é muito difícil que Costa venha a conseguir a maioria absoluta. Claro que o primeiro-ministro continua a achar que é capaz, mesmo quando diz que “a maioria absoluta é virtualmente impossível” o está a tentar fazer é que nenhum voto no PS seja desviado por quem acredita que ela seja possível.

    As eleições europeias vão ser uma grande sondagem à capacidade eleitoral do PS. Não é que Costa tenha apostado muito nas eleições para o Parlamento Europeu ao escolher para cabeça de lista um ministro, Pedro Marques, que ninguém no país conhece ou conhece apenas de umas acções de propaganda que passaram na televisão. A campanha terá que ser feita pelo primeiro-ministro. Resta saber se não irá para o terreno com o mesmo entusiasmo com que fez a campanha das legislativas de 2015. Isto é, nenhum.

    ______

    Concordo bastante (e a ASL topa-o de ginjeira!).

  2. Nota, um favor. Toma lá, Manuel G., faz chegar à Virgínia Silva Veiga este link, e a fotografia malsosa escolhida pelo bandido do Luciano Alvarez, do piorio!, ou dos tipos do P. online! em recordação de uma profecia d’A Estátua de Sal que eu cá sei.

    Duarte Lima: o pobre que enriqueceu enquanto político

    https://www.publico.pt/2019/04/26/politica/noticia/psd-avanca-processo-expulsao-duarte-lima-1870583?utm_source=notifications&utm_medium=web&utm_campaign=1870583

    XXX diz:
    Janeiro 1, 2019 às 1:05 pm

    Ontem, ao telefone.
    VSV – É simpático ter um local onde se concentram opiniões divergentes e interessantes.
    MG – De nada, a simpatia é toda sua (e do Dieter, Vassalo e José Neves, uns amores!).
    VSV – Em 2019 é que vai ser… Duarte Lima, Vara.
    MG – ?
    VSV – E. pelas minhas contas, o Zé vai ser lá para 2025. Uns incompetentes, estes tipos!
    MG – Ahhhhhh, adeus, saúde e-e-e-.e…

    [Socorroooooooooooo!]

    [Check! Check! Moro… quê?]

  3. Depois de algum afastamento das publicações da Estátua, acabei de ler, por curiosidade, alguns artigos ultimamente aqui publicados. Tudo na mesma! A mesma perseguição politica ao PS e a Antonio Costa! Até o Ricardo F. Costa (RFC) continua a escrever como se fosse diretor de algum pasquim dito de referência! E a estátua faz de conta que não percebe e aceita este intolerável enquadramento reaccionário. Simplesmente lamentável! No próximo mês revisito esta página para ver se o RFC ainda por cá anda ou se acabou por ser desmascarado e corrido com um pontapé no rabo!

    • Meu caro neste blog não há censura tal como depreendo das suas palavras ser a sua receita para calar iconoclastas como o RFC é por vezes. Se discorda dele, escreva e conteste. Sobre o PS estamos conversados: quem mais ataca o PS é o próprio PS… acredite. E os resultados eleitorais futuros irão confirmar isso mesmo. E sabe porquê? Porque há muitos como você que passam cheques em branco à actuação do partido e que tem um grau de exigência política abaixo de zero, julgando que apoiar um programa político é o mesmo que apoiar um clube de futebol em que os “nossos” são sempre os bons da fita.

      • Nota. Não me alongo sobre o tal tipo que se assina por RFC, que poderia sentir vergonha-alheia e vai seguramente para o céu, e que se diverte com isto, mas, sobre aquilo que interessa, eu, que gosto do jogo da bola, digo que «nem mais». Ora, nem mais-bis!

        Bom FDS.

    • Nota, única.

      Toma lá que sempre pode ser uma oportunidade, pázinho!

      ______

      Costa incomodado quer fiiscalizar sites que verificam fake news

      A Geringonça passou três anos maravilhosos de mãos dadas com a imprensa de referência e os sites de fact-checking apareceram para estragar tudo e impedir o passeio do Partido Socialista nas duas próximas eleições. Depois da preocupação com as fake news, o governo está a estudar uma regulamentação especial para controlar os sites que fiscalizam as fake news. “É preciso acabar com estes perigosos jornalistas que não têm agenda ideológica e que se limitam a analisar com objectividade as notícias que a máquina de propaganda da Geringonça mete nos média como se fosse jornalismo. Estava tudo a correr às mil maravilhas. A austeridade da “troika” tinha acabado, os portugueses tinham recuperado os rendimentos e o PS estava próximo da maioria absoluta. Desde que apareceram estes sites que detectam fake news, a economia portuguesa abrandou, o Centeno tornou-se mais pessimista, apareceram dezenas de familiares em cargos políticos, começaram as greves e o investimento público caiu para níveis inferiores aos do governo da “troika”. Verdade a mais também faz mal. É preciso combater esses sites que atiraram todo o nosso trabalho de três anos para o lixo e que ainda nos vão fazer perder as eleições”, avisou Costa. JH

      Fonte: P. (Inimigo Público), 26.4.2019, p. 2.

Responder a RFC Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.