O populismo do saco azul

(João Quadros, in Jornal de Negócios, 04/05/2018)

Como será que Manuel Pinho conseguiu sobreviver 19 meses só com o ordenado de ministro?! Coitado. (…) Com tanta massa distribuída por portas traseiras, estou convencido de que o verdadeiro Banco Bom era o saco azul do BES.


Alegadamente (a palavra mais usada em Portugal), Manuel Pinho, que iniciou funções de ministro da Economia em Março de 2005, a partir de Outubro do ano seguinte passou a acumular com as retribuições deste cargo público uma quantia mensal de 14.963,94 euros, paga pelo Grupo Espírito Santo (GES). Fantástico! A minha primeira questão é: como será que ele conseguiu sobreviver 19 meses só com o ordenado de ministro?! Coitado. Deve ter sido terrível ter de cortar nos lagostins ao pequeno-almoço. Com tanta massa distribuída por portas traseiras, estou convencido de que o verdadeiro Banco Bom era o saco azul do BES.

Houve um silêncio estranho, durante uns dias, após o conhecimento desta “alegadona” trafulhice. A classe política hesitou. Segundo se sabe, anda por aí um populismo perigoso e chocante e os partidos hesitaram. Por vezes, ficamos com a sensação de que foram os “populistas” que andaram a receber dinheiro do saco azul do BES.

Só quando o elefante no meio da sala começou a tocar o sino, e a pedir moedas com a tromba, é que os partidos reagiram. Reagiram? É capaz de ser exagero. Decidiram fazer uma comissão de inquérito. Eu, quando oiço falar em comissões de inquérito, saco logo da pistola.

Já todos assistimos a mais de trinta temporadas da série “Comissões de Inquérito na Assembleia da República”. Há demasiada tensão e, normalmente, as pessoas que vão ser inquiridas sofrem de súbitas perdas de memória. Outra característica é nunca terem conhecido determinada pessoa ou nunca terem ouvido falar naquele nome. Estamos sempre a dizer que o país é tão pequenino e, de uma forma ou de outra, todos se conhecem e esta gente, apesar de trabalhar na mesma área, e por vezes na mesma casa, nunca se conhece.

As comissões de inquérito são uma tortura, mas para nós, contribuintes. Percebemos como fomos enganados e que quem nos enganou se está nas tintas para isso. E que aquilo não vai dar em nada. Cá está! Não quero alarmar os senhores deputados, mas acho que não há nada que alimente mais o tal terrível populismo do que ver na TV as comissões de inquérito. Eu sei que vou ter um ataque de populismo quando vir o Pinho na comissão de inquérito. Ele já avisou que vai à comissão, mas não fala. Já estou a imaginar os gestos que vou fazer em casa, com os dedos, e os palavrões que vou dizer enquanto ele estiver com cara de pau em silêncio.

Alegadamente, ao quadrado, tivemos um ministro da Economia a soldo de grandes empresas. O que lhe pagávamos era a gorjeta. Em breve, teremos esse ministro a ser questionado numa comissão de inquérito por alguns deputados que trabalham para nós e para as Arrow Global deste mundo. Não sei se não deveríamos repensar isto tudo. Acho que vou tomar um duche frio porque me estou a sentir demasiado populista.


TOP-5

Verde Pinho

1. Salgado: “Nunca na vida corrompi ninguém” – o Salgado podia comprar 10 milhões de cornetos e oferecer aos portugueses para comerem com a testa.

2. “‘Prós e Contras’ sobre igualdade salarial teve painel de convidados de cinco homens e uma mulher” – mas a Fátima faz barulho por uma dúzia delas.

3. “Pela primeira vez, finalmente, todas as aldeias na Índia têm electricidade” – estão fartos de violações sem a luz acesa.

4. Facebook anuncia ferramenta para encontros amorosos – bem pensado, eles já recolheram tanta informação sobre os utilizadores que, de certeza, facilmente sabem quem são as almas gémeas.

5. O antigo administrador do BES Amílcar Morais Pires declarou que está disponível para voltar a trabalhar na banca – no que sobra dela, depois de administradores como o Amílcar.

Anúncios

2 pensamentos sobre “O populismo do saco azul

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.