Demissões de altos funcionários na Ucrânia: “Carros desportivos, mansões e férias de luxo com o dinheiro dos ocidentais”

(Redação, In lemediaen442.fr, 25/01/2023, Trad. Estátua de Sal)

Acusações de corrupção em larga escala levaram à demissão de altos funcionários ucranianos, incluindo vice-ministros e governadores regionais. Os fundos de ajuda ocidentais foram desviados para fins ilegais.


O governo da Ucrânia confirmou, na passada terça-feira, a demissão de vários altos funcionários acusados ​​de corrupção de alto nível, no que é visto como o maior escândalo de renúncia em massa e corrupção desde o início da invasão russa. Os fundos de ajuda alocados pelos países ocidentais foram usados ​​para fins ilegais nas costas dos europeus, eles que estão a apertar o cinto.

Demissões em massa

Uma dezena de funcionários deixou os cargos após uma grande convulsão política ligada a acusações e investigações sobre casos que vão desde corrupção, à má administração de fundos de ajuda para a compra de alimentos, enriquecimento de pessoal e posse e condução de carros de luxo, enquanto pessoas comuns sofrem as agruras da guerra.

Os europeus são os perus do recheio

Este escândalo de corrupção é um dos maiores na Ucrânia desde o início da invasão russa e o mais embaraçoso para os países que dão biliões ao presidente ucraniano Zelensky. As acusações são extremamente graves e variam de corrupção a enriquecimento pessoal e má administração de fundos de ajuda. A mídia ocidental tende a minimizar essas revelações, enquanto os europeus pagam um preço alto. Na França, as padarias estão a fechar, os franceses tem que ligar o aquecimento no mínimo. o preço dos alimentos explodiu…

E, enquanto isso acontece, os oligarcas ucranianos no governo conduzem altos carros, vivem em vilas e levam uma vida luxuosa graças aos milhares de milhões de euros provenientes dos bolsos dos contribuintes europeus e americanos.

As personalidades envolvidas

Um conselheiro presidencial de alto nível e quatro vice-ministros – incluindo dois oficiais de defesa – bem como cinco governadores regionais foram forçados a abandonar os cargos. Entre os governadores regionais que renunciaram estavam autoridades responsáveis ​​por regiões onde ocorreram intensos combates, incluindo as regiões de Zaporizhia e Kherson.

As acusações

  • Procurador-geral adjunto Oleskiy Symonenko é acusado de corrupção.
  • O vice-ministro do Desenvolvimento Comunitário e Territorial, Ivan Lukeryu e Vyacheslav Negoda, são acusados ​​de má gestão de fundos de ajuda para a compra de alimentos.
  • O vice-ministro de Política Social, Vitaliy Muzychenk, é acusado de receber um suborno de 400.000 dólares para ‘facilitar’ a compra de geradores a um preço inflacionado e de conduzir carros de luxo à custa da liberalidade ocidental.
  • O vice-ministro da Defesa, Vyacheslav Shapovalov, é acusado de ter assinado contratos para comprar alimentos a preços sobrevalorizados e de ter provavelmente beneficiado de subornos.
  • O vice-chefe do governo Zelensky, Kyrylo Tymoshenko, é acusado de levar um estilo de vida luxuoso durante a guerra.

Estas revelações são apenas a ponta do iceberg e é provável que surjam mais escândalos nos próximos dias/semanas.

Fonte aqui


Gosta da Estátua de Sal? Click aqui.

2 pensamentos sobre “Demissões de altos funcionários na Ucrânia: “Carros desportivos, mansões e férias de luxo com o dinheiro dos ocidentais”

  1. É tudo um “teatro” de fantoches encenado pela CIA, para tentar branquear o mafioso- mor Zelensky e desviar atenções das derrotas actuais e futuras no teatro de operações.
    Se fosse uma séria luta contra a corrupção tinham (quem ???) de começar pelo comediante bilionário que os EUA lá puseram.
    Uma luta eficaz contra a corrupção, tem de começar pelo cabecilha.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.