O National Gallery, de Londres, pratica terrorismo cultural

(Alfredo Barroso, in Facebook, 04/04/2022)

National Gallery, de Londres, pratica ‘terrorismo cultural’ alterando o título de um quadro de Degas, de “bailarinas russas” para “bailarinas ucranianas”… – regista Alfredo Barroso, estupefacto e perplexo com tal delírio.


Será que a ‘russofobia’ de fanáticos adeptos da NATO não tem limites, nem sequer os do ridículo absoluto? Não, está visto que não tem! E já chegou ao célebre museu inglês ‘National Gallery’, que decidiu mudar o título dum célebre quadro que o grande pintor francês Edgar Degas (1834-1917) pintou há 150 anos e chamou «Bailarinas Russas», e que passou a chamar-se «Bailarinas Ucrânianas».

A decisão da National Gallery aconteceu depois de ter sido criado um movimento anti-russo nas redes sociais a reclamar ao museu inglês a alteração do nome do quadro, alegando que as fitas amarelas e azuis das bailarinas justificam a mudança.

O famoso pintor impressionista francês Edgar Degas retratou, em tons de pastel, bailarinas russas que o fascinaram durante um espectáculo em Paris. Nesta obra destacam-se as cores amarela e azul das fitas no cabelo das dançarinas e das guirlandas que elas trazem, e que, hoje, são as cores da bandeira nacional da Ucrânia. Logo: que se lixe Edgar Degas! A “malta” pró-NATO – que constitui a “nata” da estupidez que invadiu a União Europeia fazendo justiça à estupidez do ‘cowboy’ Joe Biden, actual presidente dos EUA – exigiu imediatamente a mudança do título do quadro.

O porta-voz da National Gallery, que não primou pela dignidade nem pela inteligência, declarou ao jornal ‘The Guardian’:

– «O título desta pintura tem sido alvo de discussão e abordagem na literatura académica há muitos anos. E, entretanto, houve um aumento da focagem nesse alvo durante o mês passado, devido à guerra actual na Ucrânia. Portanto, sentimos que este era um momento apropriado para actualizarmos o título do quadro de Degas para reflectir melhor o tema pintura»…

Vejam só a que ponto chegou o “debate académico”, caramba! E que grande idiota me saiu este porta-voz!

Esta mudança de nome já levou outras instituições culturais a repensar interpretações ditas “preguiçosas” – o Edgar Degas seria preguiçoso? – ou “rótulos incorrectos” da arte e do património ucranianos – como já acrescentam comentadores foleiros e burgessos, que comparam Putin a Hitler, mas que não percebem que, ao condenarem, por exemplo, a leitura das obras dum escritor genial como Fyodor Dostoievski, a arte dum extraordinário maestro como Valery Gergiev, ou o talento duma admirável cantora lírica como Anna Netrebko, estão a fazer o mesmo, exactamente o mesmo!, que faziam os nazis à arte e à cultura alemãs, que consideravam «degeneradas»…

Entretanto, a National Gallery – já tão enlouquecida como o primeiro-ministro inglês, Boris Johnson – garante que a pesquisa sobre pinturas da sua coleção de obras de arte continua, estando jjá a ser recolhidas informações sobre outras pinturas que serão igualmente atualizadas conforme for e quando for apropriado…

Em suma: a estupidez com palas nos olhos é delirante! E eu só poderei acrescentar, citando o que escreveu o Nuno Bragança a abrir o conto «O Imitador», que «o riso alarve é imediatamente muito forte por ser colectivo e militante»!

Campo d’Ourique, 4 de Abril de 2022


Gosta da Estátua de Sal? Click aqui.

5 pensamentos sobre “O National Gallery, de Londres, pratica terrorismo cultural

  1. Também praticam terrorismo cultural os que fazem branqueamento dos crimes de guerra russos na Ucrânia e defesa dos argumentos cínicos do Kremlin. Além de atentaram contra a inteligência e, por inerência, contra a cultura, é gente que silencia vergonhosamente a obra de destruição do património cultural ucraniano levada cabo pelos invasores russos.

    https://www.artlyst.com/news/unesco-condemns-53-ukraine-cultural-sites-damaged-russia-invasion/

  2. Que profunda insanidade devasta o cérebro desta gente. Manipulam tudo. Não Há limites. Já nem as obras de arte escapam…e os jornalistas que se atrevem a contrariar com factos a realidade escondida pelo Império das Fake News são castigados e expulsos.Afinal ainda se consegue aceder à RT. Quem não conseguir, use o motor Yandex ou um motor de busca chinês como o Baidu. https://actualidad.rt.com/actualidad/425921-periodista-neerlandes-expulsar-ucrania-punta-pistola

  3. E a salada russa também vai mudar de nome? Eu costumava chamar-lhe “salada soviética”, mas isso era antigamente. Desculpem a brincadeira no meio deste assunto tão sério e triste. Quando esta guerra acabar vai aparecer um anúncio num jornal de Munique. “Volta Valery, estás perdoado”. Mas, será que ele vai perdoar?

Leave a Reply to jose gabirro Cancel reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.