Coimbra — O fascismo desceu à rua

(Carlos Esperança, 29/05/2021)

O partido fascista e o seu mentor e líder decidiram poluir a cidade de Coimbra com o 3.º congresso e desfilaram pelas ruas sem as camisas azuis, mas com os tiques do ignóbil pintor de tabuletas que mora na alma dos seus apaniguados.

Têm toda a legitimidade para o fazerem, depois de o Tribunal Constitucional legalizar a confraria, com o delinquente à frente e o grupo que acrescentou à poluição ideológica a sonora. É a superioridade da democracia, que consente aos seus inimigos o que eles não permitiriam se fossem poder.

A escolha simbólica do dia 28 de maio para o início da reunião tribal, que se prolongará até ao dia 30, não surpreende quem conheceu os horrores do fascismo.

O que incomoda é o tempo de antena que a RTP, canal público, concede à propaganda fascista numa publicidade gratuita e cúmplice dos interesses que financiam, promovem e influenciam a ideologia fascista.

Não faltam, nas redes sociais, nostálgicos do salazarismo e órfãos do cavaquismo e do passos-coelhismo, democratas contrariados, a carpirem a ausência do “nosso ultramar infelizmente perdido”, mas é a cobertura dos média da esfera pública que perturba os que têm memória da ditadura, sobretudo os que lambem as feridas da guerra colonial.

Defender o direito à existência dos fascistas não é contemporizar com o nacionalismo e o populismo que os alimenta, é defender o único sistema que permite ser derrubado nas urnas.

Somos chamados a defender as liberdades que os militares de Abril nos outorgaram e é dever de todos os democratas defendê-las perante a horda que uiva, ulula e intimida.

Apostila – Não faltam neste mural visitantes fascistas a perturbar os comentários. Não devem os democratas alimentar-lhes a conversa.


Gosta da Estátua de Sal? Click aqui.

4 pensamentos sobre “Coimbra — O fascismo desceu à rua

  1. Acho que a Assembleia da República devia aprovar uma lei que limitasse as acções destes partidos de direita.

  2. Pessoal, vou mostrar-vos que também consigo escrever um texto à altura de ser publicado neste prestigiado blog:

    Fascista, fascista… Hitler ali, salazaristas acolí, fascista, fascista! Querem trazer o passos coelho e o cavaquismo! É uma ameaça à democracia e aos valores de Abril! A Luta Continua!

    Já Marceau Pivert advertira para o inconstitucionalissimamente ingerente populismo de extrema-direita nos alicerces filosóficos do ecossistema democrático popular (vejam como o meu Português é excelente e faz de mim um ser superior a vocês, seus reles leitores ignorantes)! Fascistas, merda, merda, fascistas do cócó!!

    Apostila – você que está a ler isto e diz que é militante e ativista de esquerda, você é mas é um fascista!!!!

    • Coitado do Zink que estava nostálgico do antigamente mas, não está só ,o CDS vai desaparecer assim como um pouco do PSD ,e depois vem o ventura dizer temos um grupo parlamentar mas não irá dizer quem perdeu os votos que serão viuvas salazarentas sem albergue.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.