580 EUROS

(In Blog O Jumento, 07/05/2018)
580
Não sei quanto ganha o Marques Mendes a fazer de garganta funda na SIC, nunca me dei ao trabalho de saber quanto ganhará a deputada Ana Gomes no Parlamento Europeu, não imagino quanto cobra o jurisconsulto Moreira pelos seus pareceres e opiniões, não quero saber quanto aufere o juiz Carlos Alexandre que dispensa promoções, não faço ideia de quanto ganhava a companheira de Marcelo quando era administradora no BES.
Sei que Sócrates tinha um apartamento de luxo no centro de Lisboa e foi estudar para Paris com o dinheiro da mamã rica, que os almoços de peixe grelhado no Gigi custam um dinheirão, que as festas palacianas da capital custam fortunas, sei que há uma imensa burguesia política que vive luxuosamente na capital.
Mas, voltemos aos 580 Euros, talvez muitos estejam esquecidos, mas esta quantia é um salário mínimo bruto. Agora tirem as deslocações, porque os pobres não vivem propriamente nos centros das cidades, as refeições e outros custos associados ao trabalho, como os trapinhos e outras pequenas coisas, multipliquem por dois e façam as contas a quanto ganha um casal de portugueses que auferem do salário mínimo.
Imaginem que este casal comete a loucura de ter dois filhos, descontem as despesas do infantário, das roupas, dos brinquedos, dos medicamentos, da renda de casa, da luz, da água, do gás, façam bem todas estas continhas e vejam quanto sobra. Pois é, o melhor é que a assistente social não saiba de nada, senão as crianças ainda vão parar à família de algum bispo da IURD, com o competente relatório da Santa Casa e o consentimento de uma magistrada que se preocupa muito com as criancinhas.
Não vou discutir quem pagou os sapatos Prada do José Sócrates, quanto é que Marques Mendes ganha por contar segredos e recados, quanto é que os vistos gold e muitas outras coisas rendem em gorjetas a toda esta burguesia ostensiva da capital. O que me irrita é que toda esta gente mete um ar muito sério na hora de discutir o ordenado mínimo e invariavelmente chega à brilhante conclusão de que é preciso cuidado para defender a competitividade nacional.
Quando devia ser toda essa gente a trabalhar e a esforçar-se para acabar com a miséria de muitos portugueses são estes a serem obrigados a viver com ordenados de 580 Euros não vá a perda da competitividade dar cabo do caldinho. Quando ouvimos falar dos milhões do Carlos Silva, das off shores do Pinho, dos esquemas dos vistos, da imensidão de notícias sobre dinheiro é impossível conter alguma revolta e, ou isto muda, ou um dia vai mesmo acabar mal.

Anúncios

10 pensamentos sobre “580 EUROS

  1. Curta, concisa e exacta. Eu faria dela viral, ou mesmo uma bandeira porque vale a pena lutar, tao digna tao nobre (ou mais) que o proprio 25 de Abril. Façam uma revoluçao por este motivo que eu alinho.

    Gostar

  2. Ui, se questionarmos onde estão as contas a provar os malefícios do ordenado mínimo, qualquer dia alguém ainda se apercebe que não são os impostos que financiam o estado, e era o caos.

    Gostar

  3. Vou propagar este texto que acho justo, genial de concisão, que fala de um facto real e escandaloso. Ai se vê que mesmo se a “geringonça” desapertou o cinto da austeridade imposta por Bruxelas, ainda está longe de atingir o poder de reestabelecer um pouco mais de justiça na sociedade. A Europa continua a ser uma verdadeira pedra no nosso sapato, porque é governada pela finança que tudo decide. A mão de obra, as pessoas não contam por nada neste sistema: é preciso substituir o mais possível gente por maquinas e “robots”, pagar o menos possível os empregados quando são inevitáveis, produzir muito ao menor custo etc… tudo a puxar para baixo. E não falo dos serviços sociais nem da “Justiça” !
    Rica sociedade que não progride em nada no plano social, mas só destroi !!!

    Gostar

  4. O Jumento estava a ir tão bem! Mesmo no fim… cagou o quadro!

    da imensidão de notícias sobre dinheiro é impossível conter alguma revolta e, ou isto muda, ou um dia vai mesmo acabar mal.

    Nunca li tamanha idiotice na minha escrava existência!

    Gostar

  5. Ó Jumento já duas vezes, em dias, que fazes saltar para o teu papel os “sapatos prada” de Sócrates. Se isso te dói ou incomoda também deves querer saber a marca do restante vestuário do homem.
    Assim, aconselho falares com o careca Macedo do dinheiro vivo que esse foi especialista em informar, no DN, todo o tipo de marcas de roupa que o homem vestia.
    Concomitantemente o Jumento pode ajuizar do bom ou mau gosto da pessoa.

    Gostar

  6. Caríssimo, vou nessa do 《um dia isto vai acabar mal》, e na certeza de que “mal” será para a grande burguesia capitalista exploradora e vampiresca, porque deixará de o ser, porquanto os proletários dos 580 (que são bem 584 desde Janeiro último) nada têm a perder “nesse dia” a não ser as grilhetas e cadeias, enquanto têm um mundo a ganhar, um mundo de liberdade, de solidariedade e de justiça social.
    Ficarão no meio uns quantos pequeno-burguezotes que se enquadram nas classes médias, normalmente que se comportam como a “tropa de choque” que essa criminosa burguesia também sabe utilizar como tampão da Revolução.
    E dessa tropa, muitos andam por aí, e uns quantos também andam por aqui pela Estatuadesal, pelo que, chegada a chegada desse dia está tardando já há muito!

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s