ALINHAR COM BANDALHOS?

(In Blog O Jumento, 28/03/2018)
trump_boris
Há uns tempos atrás Boris Johnson, ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, era apresentado como um louco, um pouco à semelhança de Trump, gente extremista e irresponsável que tinha ascendido ao poder com a ajuda de golpes, da Rússia e da extrema-direita. Nem um nem outro escondem a antipatia pela EU e são seus adversários assumidos.
De Trump sabe-se que foi ajudado por interesses russos e mais recentemente chegou ao conhecimento mundial o golpe dado com a informação do Facebook. Também há quem garanta que sem o financiamento da extrema direita e a utilização de informação o Brexit nunca teria ganho o referendo. Tanto Trump como a primeira ministra britânica se revelaram dois desastres, perderam credibilidade e estão em dificuldades internas.
Não é a primeira vez que ingleses e americanos em dificuldades usam o argumento das armas químicas para desencadear manobras internacionais. Da outra vez invadiram o Iraque, iniciando a destruição de vários países do Médio oriente, processo que ainda não terminou, com guerras civis descontroladas no Iémen e na Síria. Agora acusam a Rússia de ter matado um espião russo, que em tempos se vendeu aos ingleses, com recurso a armas químicas. Nada provam e como não dá muito jeito invadir a Rússia, invertem o ónus da prova e exigem aos russos que provem a sua inocência.
Garantem que o químico usado só existe na Rússia, mas nada se prova quanto ao químco usado e, tanto quanto se sabe, não é do conhecimento público os químicos que podem existir nos laboratórios secretos de grandes potências como o Reino Unido. Se o Putin não é flor de cheiro, quem nos garante que gente como Trump, Boris Johnson ou Theresa May o são. Porque motivo cabe aos russos provar a sua inocência se o espião ao serviço de quem melhor paga morreu no Reino Unido?
Porque será que a EU alinha com um governo que não escondeu o desejo de a ver desintegrada e apoia um Trump que não tem escondido o seu apoio à extrema-direita em todas as eleições realizadas na Europa, como sucedeu no Brexit ou nas eleições francesas? Não será ridículo a Europa alinhar numa aventura contra a Rússia ao lado de um Trump que chegou ao poder com o apoio dos russos? Uma crise internacional não será um preço demasiado elevado para apoiar dois lideres bandalhos e apoiados pela extrema-direita?
Peço imensa desculpa, mas com gente oportunista, irresponsável e sem grandes princípios como o Trump, o Boris e a Theresa até o Putin parece ser boa gente.

Anúncios

11 pensamentos sobre “ALINHAR COM BANDALHOS?

    • Achas?!?! A puta da hipocrisia que é característica dos salafrários políticos, especialmente os que estão a exercer funções de governação, é usada nestes casos.

      Espero que os Russos só expulsem os diplomatas destes países de ovelhas telecomandadas à distância após o Mundial, porque assim um dos objectivos dos ingleses e amerdicanos vai pelo esgoto abaixo: boicotar o mundial na Rússia!

      Gostar

  1. @António Sequeira Abril 3, 2018 às 6:09 pm

    A causa disso já no século XX era alvo de sátira… Vê aqui! Velho estratagema mas que funciona, lá isso funciona!

    Ao dono deste pedaço virtual: Não podes aumentar o número de níveis dos comentários? É que nem sequer consigo responder ao António Sequeira directamente!

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.