Mistério Público

(Isabel Moreira, in Expresso Diário, 27/01/2018)

ISA_MOR

(É deprimente o estado da Justiça em Portugal. O MP só pega nos casos que lhe dão protagonismo mediático, ou que servem para atacar as forças políticas da esquerda. Os casos que envolvem figuras da direita vão direitinhos para o caixote do lixo. Os casos que respeitam aos cidadãos anónimos demoram décadas a serem julgados. Os casos que envolvam violência sobre as mulheres são esquecidos ou são estas as condenadas, se não forem liquidadas antes. É uma corja com a Joana ao leme. Hoje, a cambada decidiu atacar o Ministro Centeno, mandou uma brigada ao Ministério das Finanças e bufou logo a notícia para o Correio da Manhã. Claro que, o objetivo não é investigar coisa alguma, mas sim tentar denegrir a imagem do ministro. 

Continuo a aguardar que a Joana reabra o processo da Tecnoforma, dos submarinos,  investigue o Frasquilho e se explique no caso da IURD.

Comentário da Estátua de Sal, 27/01/2018)


Na notícia que estou a ler enquanto escrevo está lá a expressão: “esta mulher”. A tal, cujo nome real não sabemos, a tal mulher, “ela”, de Valongo, que apresentou queixa ao MP contra o ex-marido 37 dias antes de este a assassinar (Ver notícia aqui)

Trinta e sete dias.

Diz a notícia que estou a ler enquanto escrevo que o MP está a analisar o relatório da Equipa de Análise de Homicídios em Violência Doméstica, o tal relatório que critica a atuação do MP: “desperdiçou” três oportunidades de intervenção.

As três oportunidades “dela” foram “desperdiçadas” ao longo de “37 dias”.

Trinta e sete dias.

“Desperdiçadas”?

Não. “Ela”, de Valongo, tem uma história que começa antes dos 37 dias que marcam a coragem de clamar por justiça. Essa justiça foi-lhe negada ao longo dos tais 37 dias que são o cume de muito tempo para sofrer o medo, a dor, a ansiedade, a falta de auto-estima, a sensação de paralisia, a violência.

“Ela” dirigiu-se ao MP e deixou claro que estava em perigo de morte.

O ex-marido “dela” avisou que a matava se “ela” fizesse queixa e matou-a à paulada.

Depois de morta, “ela” foi o tal do “desperdício”. Morreu. Pediu ajuda três vezes e esteve três dias morta sem que ninguém desse por isso.

Não houve desperdício algum. Houve denegação de justiça e abandono. Diz-se que é preciso mais formação dos magistrados em violência doméstica. De acordo. Mas foi o que faltou aqui? A sério?

Trinta e sete dias com o aviso sério em três oportunidades de que “ela” estava em risco e a procuradora responsável pelo processo precisava de mais “formação” para fazer um juízo de prognose simples?

Recuso-me a ficar por aí.

“Ela” tinha um nome, podia ser o meu, podia ser o teu, e morreu de morte evitável.

“Ela” é “ela” e “ela” somos nós.

Quem passou trinta e sete dias sem evitar esta morte que grita tantas outras tem de ser responsabilizado.

E nós temos de meter na cabeça que a violência doméstica é uma guerra civil com causas profundas – mas conhecidas – e todos os dias, em cada merda (por aparentemente pequena) que contribui para a morte “delas” /” nossa”, temos de estar no lado certo da história.

Não há mistério.

É público.

Anúncios

9 pensamentos sobre “Mistério Público

  1. 🤔🤔🤔Será que o ministro das Finanças, Mário Centeno, e o seu gabinete, está acima de qualquer investigação??🤔🤔 Será que as “corjas” e as “cambadas” a que se refere, se lembrou de enlamear essas entidades de uma hora para a outra, só porque sim, tendo tanto que fazer com assuntos de violência extrema e de homicídios ??? 🤔🤔
    Ainda acredito, que “quem não deve não teme”.

    Gostar

    • Uma situação não invalida a outra. Tudo tem de ser investigado, independentemente das cores partidárias e cores de clube de futebol. O que me parece é que por estar envolvido o Benfica, todos olham para o lado, todos fingem que é uma Cabala, tudo é permitido. Gosto de Centeno, aliás, gosto muito. Mas é o Ministro das Finanças de Portugal! Não pode pedir bilhetes Ao benfica e dizer “…. ver o benfica contra o FCP…”. Os adeptos do FCP também votaram nele, acreditam nele e no bom trabalho que tem feito. Um Ministro das Finanças não pode pedir bilhetes, depois do que aconteceu com a GALP, não pode pedir bilhetes a um empresário que deve o que deve aos milhares de lesados do BES, não pode deixar que o Vice presidente da Mesa da Assembleia Geral do SLB seja nomeado para a Gestão de um Fundo de Risco, onde o Presidente do Benfica tem lá um filho como sócio, que vai “tratar” da divida de LFV, não pode sentar-se ao lado de um presidente de um Clube que está entre os Dez maiores devedores ao BES e não pode sentar-se ao lado (alias o nosso Primeiro também) de uma pessoa que está em litigo com as Finanças. Poder, pode, claro. Não pode é ser Ministro das Finanças!!!! Tenho pena que esteja metido nesta teia, no designado Polvo. Espero que tenha uma boa explicação e que nada seja provado. Não quero que se demita. Mas quando se trata do Benfica, tudo é permitido. Heranças da época do Salazarismo. Sra. deputada é benfiquista?

      Gostar

  2. Mário Centeno não está acima de qualquer investigação,mas Passos Coelho e Paulo Portas estão,,, porque são de
    direita e na direita não se toca,porque a direita está acima de qualquer suspeita,mesmo que a” certeza” da investigação tenha vindo de Bruxelas.

    Liked by 1 person

  3. Só um profundo sentimento de revolta que sintamos por tanta incompetência revelada pelo MP no que aconteceu, é a apoucar demasiado a gravidade do assunto….só porque se advoga separação de poderes ( o que entendo ser uma verdadeira utopia e aporia), a sociedade não pode ficar indiferente a tão barbara situação…a incompetência necessita de um varejamento!

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s