Pedro e o abutre

(João Quadros, in Jornal de Negócios, 30/06/2017)

quadros

De repente, abriu-se uma nesga. Uma nesga na couraça de sorte e resultados positivos de António Costa. Passos Coelho vislumbrou um calcanhar de Ulisses na geringonça e atacou. Podemos dizer que o resultado foi uma espécie de burro de Tróia.


Baseado numa informação falsa, dada pelo responsável pela Santa Casa de Pedrógão Grande, o líder da oposição acusou o Governo, e a ausência de apoio psicológico aos familiares das vítimas, de serem responsáveis por suicídios ocorridos após o incêndio. Tudo isto é muito difícil de explicar, a não ser que Santana Lopes ainda aspire ao cargo de líder do PSD. Com tantos factos relacionados com o que falhou em Pedrogão Grande, Passos vai além do ocorrido e resolve inventar e usar o que não lembraria ao diabo.

Passos Coelho é o SIRESP de António Costa. Sempre que se vislumbra algum perigo, ele aparece e, com as suas acções, salva a geringonça. Mais uma vez com o seu discurso de tragédia, Passos fez de maluquinho da aldeia: “Vem lá o segundo resgaste! Vem lá o diabo! Há gente a suicidar-se por desespero!”. Dá a sensação de que está na altura de alguém pagar um copo ao Passos.

Vinte e quatro horas depois, Passos Coelho veio pedir desculpa por não ter havido suicidas e de ter sido mal informado. Não chega. Passos não percebe que pior do que ter usado informação errada foi o que fez com ela. Passos Coelho pode ter lido a “Fenomenologia do Ser”, de Sartre, mas ainda não entendeu a moral da história do Pedro e o Lobo.

E aproveito e recordo que o FMI considerou que “não anteviu a magnitude dos riscos” que Portugal, Grécia e Irlanda enfrentaram durante a crise, e que os programas português e grego “incorporaram projecções de crescimento demasiado optimistas” – ou seja, já não é a primeira vez que Passos confia em informações erradas e se dá mal. Vá lá que desta vez foi só ele.

Não é preciso inventar fantasmas, há muitas perguntas sobre a realidade que têm de ser feitas e respondidas. Não me interessa se, segundo o Relatório do SIRESP, o SIRESP foi absolutamente espectacular. O SIRESP pode funcionar muito mal, mas tem uma grande auto-estima. Conheço tanta gente assim. Se o SIRESP custou o que custou, deve achar que é muita bom.

Este é um daqueles momentos em que faz falta um bom líder da oposição. Se Passos Coelho não está capaz, se José Gomes Ferreira não tem tempo, e se Cristas é a mãe de todos os eucaliptos, está na altura de pensar em reformular a floresta e o deserto que é a oposição.


TOP 5  SIRESP

1. Costa admite indemnizar famílias das vítimas de Pedrógão se o Estado tiver responsabilidade dos lesados do SIRESP.

2. Polícias dizem que SIRESP não funciona de forma eficaz no Colombo e Meo Arena

– a grande questão é se o SIRESP funciona na Assembleia da República.

3. Relatório do SIRESP sobre o SIRESP diz que não houve falhas

– o SIRESP é como a minha empregada: nunca foi ela que partiu nada.

4. Aeroporto de Lisboa entre “zonas sombra” do SIRESP

– é por essas zonas-sombra que se piram os argelinos e marroquinos.

5. “Junto por todos foi um sucesso e angariou um milhão”

– conseguiu angariar para Pedrógão o equivalente ao subsídio de férias do Mexia. E aposto que foi culpa do SIRESP a Catarina Furtado estar tão vestida.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Pedro e o abutre

  1. “Coelho é o SIRESP de António Costa.
    Sempre que se vislumbra algum perigo, ele aparece e, com as suas acções, salva a geringonça.” Viva Passos !

    Gostar

  2. Este sim um artigo á maneira ! A direita merece isto e muito mais se pensarmos na dimensão da tragédia,no que marca os que sofreram,sofrem e vão continuar a sofrer.Já os mortos, já não sofrem…Há também a expectativa dos que,vivendo em meios onde é possível cada vez mais a repetição do ocorrido,sentirem uma espada a cair-lhes no pescoço….Vou estragar tudo e pôr uma hipótese parva….Imagino que ninguém de bom senso tenha tentado aquecer gasolina ou petróleo ou folhas de eucalipto,não, pois não ?..Pois, podia ser perigoso…Sabendo então que as temperaturas gerais,atingem cada vez maiores picos,que o grau de humidade está diminuído onde imperam os eucaliptos.pressupõe-se que a temperatura nas florestas,está cada vez mais elevada e,por isso,mais perto do ponto de ignição,mais fácilmente incendeia….Porra,se fosse verdade,não há volta a dar,os incêndios não iriam parar e,seriam cada vez mais graves.Ah,podemos sempre pedir á Cristas para fazer a dança da chuva ou,pedir-lhe que por ser crente,acreditar que a chuva vem aí já que ela gosta tanto do eucalipto.Do calimero coelho é melhor nem falar pois ele já se suicidou,pelo menos políticamente..Pena que no computador tudo seja virtual.

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s