A metafísica do cuspo

(Por Estátua de Sal, 15/11/2016)
 bruno
Julgava eu que o mundo andava meio assarapantado com a vitória de Donald Trump nas eleições americanas. Julgava eu que o problema dos refugiados, a luta contra o ISIS, a guerra na Síria, a sombra de uma guerra nuclear entre as superpotências, o Brexit, a globalização, o desemprego, a crise das dívidas soberanas, mais, até o impasse na CGD, a subida das taxas de juro, a incerteza nos mercados financeiros, julgava eu dizia, que eram as grandes ameaças para o mundo.
Afinal não. Hoje durante todo o dia, nas televisões, mormente na SICN, o problema do país, aquilo que mais preocupa os portugueses de acordo com os jornaleiros de serviço, é se Bruno de Carvalho cuspiu ou se baforou!!
É, de facto, uma questão que Shakespeare tratou há séculos, “To be or not to be”, pela voz de Hamlet. Digamos que o problema do país e do Mundo passou a ser a metafísica do cuspo. É cuspo ou é vapor? O erudito Rui Santos, também conhecido por “brilhantina man”, no programa de hoje, escalpelizou as imagens ao milímetro e concluiu que, com base no seu espectógrafo televisivo, que afinal não era cuspo mas sim bafo, como aquele com que a vaca brindou o Menino Jesus deitado na manjedoura para que não perecesse de frio.
Os deuses devem estar loucos, para que o país perca tempo com esta palhaçada, erigindo isto no tema principal do debate público. Que a comunicação social esteja cada vez mais na mão de uma cambada de néscios, já não é novidade para ninguém. Mas que queiram transmitir ao país a sua insanidade e tratar os cidadãos como um rebanho de atrasados mentais, alto lá.
No dia de hoje, em que se soube que a economia portuguesa cresceu no terceiro trimestre deste ano, como nunca tinha crescido desde 2013, as televisões deram ao assunto 5 minutos de antena e “cuspiram” no assunto com os eflúvios do Bruno de Carvalho, qualquer que tenha sido a química da sopradela.
Informação de sarjeta, seja de bafo, seja de cuspo, mas em qualquer caso, de sarjeta. Estão todos a concorrer com a TV do Correio da Manhã.
O país já merecia melhor. Podem vir com todo o argumentário a favor da liberdade de expressão. Mas, se a liberdade é para educar os cidadãos para pedagogia do cuspo e para o conformismo dos carneiros, algo está mal no reino da liberdade e da comunicação social.
E infelizmente não vejo que surja comunicação alternativa que se oponha a esta mediocridade estupidificante. E depois queixem-se que avançam os populismos e que o eleitorado vota a favor do “bacalhau a pataco”. No fundo, o eleitorado não faz mais do que analisar a realidade com as fracas ferramentas que lhe são servidas em doses cavalares.

10 pensamentos sobre “A metafísica do cuspo

  1. Parabéns pelo excelente artigo. Apetece repetir a pergunta do Sr. Contente : Para onde vai este País? É triste. que a nossa comunicação Social perca tanto tempo com ninharias quando há tantos assuntos de grande interesse que nem se quer são ventilados.

    Gostar

  2. E a gravidade maior desta imprensa de deturpação e mentira fedorenta está em que o Ministério de Educação gasta miles de milhões em educação séria e em cima desse esforço educativo para a formação e conhecimento é despejado para dissolvê-lo, em moto contínuo diariamente sobre os jovens e resto da população, uma massa compacta informe de desinformação, contra-informação, desvio e lateralização de informação, informação de voyeurismo puro e disfarçado, manhãs inteiras sem hipótese de escapadela de pimbalhice e festa rasca com apelos pavlovianos ao saque por via telefónica, doses maciças de questiúnculas sobre futebol e jogadores, em suma uma informação que apela ao que é o oposto do que se dá e devia aprender-se nas escolas.
    E deste modo, sobre meia dúzia de horas de boa aprendizagem escolar, todo mundo vivo com capacidade pensante é bombardeado no cérebro 24H diárias acerca de “factos” a martelo contra a educação, tornando um desperdício grande parte do dinheiro gasto na educação e inglório o esforço das escolas e educadores.

    Gostar

  3. Felizmente tenho dinheiro para pagar centenas de canais com cultura que nunca mais acabam. Ainda. Vem no pacote, certo? Não é assim tanto. E tem o epg que, sem grande conhecimento permite ver instantaneamente todas as programações. Até portugueses há e noticiosos também, programas digo, que fogem de temas da sabedoria de Rui Santos e outros que tais. Desta vez preferi os estrangeiros. Isto depois do dia de trabalho porque não estive o “dia todo em casa” a ver o que dava na SicN. Como não fiquei sequer no canal visado para ver como sua excelência, também não sei quanto duraram ou quando acabaram. Só por curiosidade pergunto a quem teve tempo para se mostrar superior e distinto da ralé do povo por causa do assunto de sarjeta que contabilizou em tempo e iluminou até aqui na conclusão social e intelectual apresentada, qual foi a sentença: cuspo ou vapor?
    Só para estar actualizado amanhã na reunião de professores, pois todos vão saber menos eu.

    Gostar

  4. Felizmente tenho dinheiro para pagar centenas de canais com cultura que nunca mais acabam. Ainda. Vem no pacote, certo? Não é assim tanto. E tem o epg que, sem grande conhecimento permite ver instantaneamente todas as programações. Até portugueses há e noticiosos também, programas digo, que fogem de temas da sabedoria de Rui Santos e outros que tais. Desta vez preferi os estrangeiros. Isto depois do dia de trabalho porque não estive o “dia todo em casa” a ver o que dava na SicN. Como não fiquei sequer no canal visado para ver como sua excelência, também não sei quanto duraram ou quando acabaram. Só por curiosidade pergunto a quem teve tempo para se mostrar superior e distinto da ralé do povo por causa do assunto de sarjeta que contabilizou em tempo e iluminou até aqui na conclusão social e intelectual apresentada, qual foi a sentença: cuspo ou vapor?
    Só para estar actualizado amanhã na reunião de professores, pois todos vão saber menos eu.

    Gostar

  5. Sera k nao ha mercado para um canal de tv no extremo oposto da cmtv ou mm tvi qd esta ‘nos seus dias’? Seria uma especie de rtp2 mas com ainda mais cultura, sendo que com algumas brejeirices a mistura poder se ia propagar cultura, fosse d q tipo fosse, para um maior numero de pax… fica a ideia

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s