O crowdfunding

(Por Jovem Conservador de Direita, in Facebook, 09/02/2019)

jcd

O crowdfunding pode ser a solução para salvarmos o nosso sistema de saúde. Da mesma maneira que os enfermeiros usam crowdfunding para financiar a sua greve, podemos começar a aplicar o crowdfunding para os cuidados de saúde. Em vez de pagarmos impostos para o SNS, em que o nosso dinheiro pode acabar por ser utilizado para curar pessoas de quem não gostamos, inclusivamente youtubers, o ideal era, sempre que alguém ficasse doente, criava uma campanha de crowdfunding e as pessoas decidiam caso a caso que doentes apoiar.

Se isto já é feito com cães e gatos no facebook, podia aplicar-se às pessoas. Eu podia querer financiar uma operação ao apêndice a uma criança e não financiar um transplante de fígado a um alcoólico. Depois as pessoas que recebiam os tratamentos pagos por crowdfunding podiam enviar vídeos de agradecimento aos seus patronos ou até tatuar os nomes dos seus patrocinadores consoante a quantia oferecida. Se uma pessoa financiasse uma operação ao apêndice até poderia receber esse apêndice como prémio.

Hoje em dia eu sei que o dinheiro dos meus impostos é usado para tratar pessoas. No entanto, ninguém me agradece. É demasiado impessoal. Se puder pagar tratamentos através de crowdfunding, sinto-me bem por ajudar e por não ajudar quem não merece.

Hoje em dia o SNS trata toda a gente sem critério. Se fosse tudo financiado através de crowdfunding as pessoas eram obrigadas a ser mais simpáticas umas com as outras e a fazer algo útil da sua vida porque, um dia, poderiam precisar de donativos para resolver os seus problemas de saúde.

E ninguém ia querer ajudar pessoas inúteis, porque nos vídeos de crowdfunding eles iam ter de convencer as pessoas a financiá-los. Tinham de ter uma história interessante, não podiam chegar lá e dizer simplesmente:

– Paguem o meu transplante, para que eu continue a viver. Obrigado!

Tinham de dizer algo do género:

– Paguem o meu transplante, para que eu possa continuar a expropriar habitações de pessoas que devem dinheiro ao banco.

Ou:

– Contribuam para o meu aumento mamário, para que o meu marido não se divorcie de mim.

Advertisements