2018, O ANO DA REINVENÇÃO NACIONAL

(In Blog O Jumento, 02/01/2018)

reinventar

Estavam os portugueses tranquilamente a trocar mensagens de WhatsApp de fim de ano, dando uns aos outros os desejos de um ano tão forte, como a gordinha deu ao carro enquanto disparava com a garrafa de espumante aberta à meia-noite, quando receberam do Dr. Eduardo Barroso a grande notícia de 2017, a única boa notícia ouvida no país desde o malogrado dia 16 de junho, o dia em que o ano transato devia ter expirado: a boa nova que ressoava na comunicação social nas últimas horas de 2017 não podia ser melhor, os intestinos do Professor Marcelo voltavam a trabalhar normalmente.

O primeiro dia do ano de 2018 confirmou a boa nova dada pelo médico, Marcelo estava em forma no que respeita às suas funções intestinais. A leitura da mensagem fazia lembrar alguém a ler um dazibao numa rua da Pequim nos tempos da Revolução Cultural. A não ser que alguma dor no remendo intestinal lhe desse aquele ar sofrido de um presidente abraçado a uma velhinha, parecia que o presidente fazia um esforço para ler as letras pequenas dos velhos livros dos Lusíadas. Mas como não escolhemos presidentes pelo seu jeito para declamar poesia, o que importa é que os seus intestinos estavam a intestinar bem a e a bom ritmo.

Isso ficou evidente quando declarou que “ninguém imaginaria há dois anos poder partilhar tão rápida e convincente mudança, sem dúvida iniciada no ciclo político anterior, mas confirmada e acentuada neste, que tão grandes apreensões e desconfianças havia suscitado cá dentro e lá fora.”. Isto é, há dois anos ninguém conseguiria imaginar o sucesso das políticas que iriam ser adotadas pelo Centeno, aquilo a que se designou por reversões e que levaram alguém anunciar a vinda do diabo. Mas passados esses dois anos é óbvio que tudo nasceu no ciclo político anterior e que o atual ciclo só teve o mérito de não estragar o que tinha sido feito.

Essa de ser impossível prever o que iria suceder na economia, em consequência de uma política económica adotada por um governo, para depois ser mais do que óbvio que o que sucedeu resultou dessa política é uma forma de começar 2018 com muito bom sentido de humor.  Curiosamente, já no que se refere à capacidade de resposta de um país a uma grande calamidade como os incêndios é coisa que se resolve na hora, não resulta de mais do que meia legislatura.

Outra ideia muito interessante é a de que há uma maioria silenciosa de gente abenegada mas que conta pouco nas eleições, gente que por ser do interior sofre muito e trabalha ainda mais, e que por isso é mais do que aqueles que vivem no pecado das cidades do litoral, verdadeiras Sodomas e Gomorras dos tempos modernos, onde se ganham as eleições e se despreza os desejos do verdadeiro povo, minoritário mas genuíno, honesto e trabalhador. É para impedir as consequências dessa subversão que é a democracia, que há quem ouça os desejos dessa maioria qualificada, desejos que são os dessa entidade mítica que é o povo. Mas só alguém com um ouvido especial consegue ouvir a ”palavra de ordem que vem do povo, deste povo mais sofrido, do mais sacrificado e abnegado”.

Enfim, 2018 promete e graças aos cuidados médicos do Dr. Eduardo Barroso vamos mesmo conseguir reinventar o país. Aliás, até parece que Portugal tem o primeiro caso de cirurgia em que em vez de se separarem siameses se juntam irmãos a fim de serem siameses. Ontem Marcelo dizia que 2018 era o ano da reinvenção do país; o Presidente pode estar descansado, já que o seu siamês dos almoços vai fazer-lhe a vontade: Santana Lopes acabou de anunciar que é ele que vai reinventar o país. Mas que grande reinvenção.


Fonte aqui

Anúncios

2 pensamentos sobre “2018, O ANO DA REINVENÇÃO NACIONAL

  1. MAS,,,,não andamos há 40 e tantos a reinventarmo-nos???
    Quantos mais durará a reinvenção?
    E não irá haver uma explosão de choque dos neurónios na parte final do processo…
    Seremos TODOS parvos ou esta gente que comanda os cordelinhos das Marionetas, pensará tal coisa.
    Ficam as certezas que estamos quase TODOS cansados desta sociedade dirigida por burgueses.

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.