O ressuscitado

(Carlos Matos Gomes, 17/08/2018)

brunox

O futebol induca. Depois de uma fase em que joguei futebol e, depois, quando o futebol se transformou numa actividade mafiosa, ou camorrosa, me ter afastado, cheguei a esta conclusão: O futebol induca.

Tal como o vinho e o fado do Estado Novo e o José Gomes Ferreira da SIC. Devo essa reconversão ao Bruno de Carvalho e à divertida notícia da sua providência cautelar para regressar à direcção do Sporting Clube de Portugal.

O juiz que, uma 6ª feira de agosto, ressuscita Bruno de Carvalho é um educador do proletariado em hibernação (ou vilegiatura). O juiz da providência cautelar é um cruzamento entre o Eduardo Lourenço e o Hermano Saraiva. A sério. Entre o Henrique Santana de Aqui Fala o Morto e o Almeida Garrett do Frei Luís de Sousa. O magistrado é do Benfica, só pode! 

Do Henrique Santana: a providência cautelar que leva o Bruno de Carvalho a Alvalade, recorda o Aqui Fala o morto. O morto ressuscita sob a forma de um outro, no caso um Valdez, que neste caso tem a mesma voz de altifalante da Santa Casa. Todos o julgavam morto: o gajo reapareceu, saído da tumba. É uma comédia policial, claro. 

Quanto ao Frei Luís de Sousa, todos julgavam o Sebastião e o seu amigo João de Portugal desaparecidos nas areias de Alcácer Quibir. Já a mulher havia refeito a vida, reorganizado a casa, admitido até, novo treinador que lhe fizera uma filha e surge um tipo à porta (neste caso acompanhado por 3 cívicos e diz: Arreda! Cá estou eu! Quero voltar à caminha e à mesa de onde me arredaram!). Apenas, em vez de à clássica pergunta: “Romeiro, romeiro quem és tu?”, ter respondido: ninguém, este de Carvalho, num momento cómico ter dito: Sou o Bruno! Não há plateia nem 2º balcão que aguente! 

O Bruno, e o futebol, por interposto Sporting Clube de Portugal, estão a dar uma lição de história ao vivo aos portugueses. Os “Meninos da Camorra”, de Roberto Saviano, também é muito educativo nestes casos. 

Depois dos incêndios de Monchique terem esgotado as audiências e o José Gomes Ferreira já se ter desequipado como bombeiro e engenheiro de pontes em Itália, temos o Bruno. Dá para um fim de semana!

Anúncios

Um pensamento sobre “O ressuscitado

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.