A Guidinha anda muito preocupada com isto tudo

(Nicolau Santos, in Expresso Diário, 03/11/2015)

nicolau

A Guidinha anda muito preocupada com isto tudo. Lá no prédio dela, na Graça, houve eleições para o condomínio. O Pedro e o Paulo, que têm muito boas maneiras e são muito bem educados, ganharam e ficaram muito contentes. Fizeram a festa, deitaram os foguetes, mas a outra lista, que tinha concorrido às eleições, disse que afinal quem tinha ganho eram eles porque todos juntos tinham mais votos que o Pedro e o Paulo. O Pedro ficou com aquela cara esfíngica que tem sempre e com os lábios ainda mais finos que o costume. Mas o Paulo não se calou. Foi a casa de todos os vizinhos dizer o que pensava, e explicou tudo muito bem, com aquelas inflexões da voz que ele tão bem sabe fazer para captar a atenção das pessoas, mas como a coisa não estava a resultar e não havia uma vaga de fundo para correr com os outros da sala pôs-se à janela a gritar que era um roubo de catedral e ficou muito vermelho e tudo e acho que nunca pensou que tal coisa lhe pudesse acontecer. Quem também nunca pensou num desvario assim foi o presidente da junta, para quem o Pedro e o Paulo se viraram, para que pusesse ordem no condomínio. O Aníbal primeiro ficou muito enervado, depois todo crispado e explicou com uma voz muito zangada o que pensava sobre o que podia acontecer se os outros tomassem conta do condomínio em vez do Pedro e do Paulo. Que haveria imensa chuva, e infiltrações, e rachas nas paredes, e que o prédio passava mesmo a correr o risco de desabar e que nunca por nunca deixava que os outros, que não o Pedro e o Paulo, tomassem conta do prédio. A Guidinha pensou que o caso era mesmo grave mas que podia ser resolvido mais tarde, porque o Aníbal está prestes a reformar-se e vai ser substituído pelo Professor Marcelo, que lê muito e dorme pouco e sabe de quase tudo – e o quase aqui é só porque o Professor é modesto. Mas o Professor, que supostamente devia gostar muito mais do Pedro e do Paulo que dos outros foi logo dizer o que pensava para a Voz do Operário, que por acaso é onde os outros gostam de estar, e isso deixou os que pensavam que gostavam do Professor muito mal dispostos. Ainda por cima, o Professor já veio dizer que não convoca novas eleições para o condomínio, que o condomínio não pode andar sempre em eleições, é sempre um despesão em papéis, e as pessoas do prédio não têm tempo para andar sempre escada acima escada a abaixo a votar. Vai daí, so que gostavam do Professor e iam votar nele para presidente da junta agora já dizem que não vão porque ele está feito com os outros, mas ainda não têm candidato. Há a Maria, que é pequenina e está sempre muito bem penteada, mas tem uma voz muito fininha e parece que os padres e aqueles senhores que usam avental numas cerimónias muito secretas gostam muito dela. O António também é Professor, cita muitos poetas e cantores, anda numa lufa-lufa, mas tirando o apoio de três ex-Presidentes da República parece que ninguém mais o apoia. Depois há um senhor que é padre, mas não dos que gostam da Maria, e que faz discursos muito inflamados sobre o 25 de abril e a liberdade e o capitalismo. E ainda há outros, mas como diz o avô da Guidinha, «é tudo da canhota». Por isso, o avô da Guidinha já anda a ver se arranja algum amigo que seja melhor que o Professor para votar nele. Bom, mas o problema é que enquanto isso não acontece, o prédio não pode ficar sem gerente porque há contas para pagar e elevadores para arranjar e rachas para tapar. Sim, porque rachas já há e não são poucas, embora o Pedro e o Paulo digam sempre que o prédio está lindo e os caboucos aguentam tudo, embora seja preciso mais um bocadinho de betão armado para ficar um brinquinho. Então o Professor Aníbal disse para eles ficarem a mandar no prédio enquanto as coisas não se resolvem e eles lá estão, mas parece que sem grande vontade, porque estão mesmo a ver que daqui a uma semana vêm os outros e tomam conta do prédio. Os outros são o António, a Catarina e o Jerónimo.

A Catarina anda muito contente e já escolheu onde vão colocar os quadros e as flores e já escolheu as persianas novas e os reposteiros e que o António tem concordado com tudo. O António não se sabe bem o que pensa porque anda para o calado. Faz assim uns sorrisos, diz assim umas palavras, mas anda mesmo a fugir a dizer o que quer que seja para os condóminos saberem se ele vai ou não diminuir o que cada um paga para o condomínio, o que daria muito jeito à mãe da Guidinha, embora depois possa não haver dinheiro para mandar arranjar o elevador ou os credores apareçam logo à porta a pedir para receber o deles antes que o dinheiro se acabe. Quem também não diz grande coisa é o Jerónimo, que já anda nisto há muito tempo, sempre viveu no lado esquerdo dos prédios e agora não se sente muito bem a ir para um condomínio onde tem de ficar mais ou menos no meio.

É por isso que a Guidinha anda muto preocupada com isto tudo, e o avô da Guidinha, e a mãe da Guidinha e o pai da Guidinha, porque não sabem se se devem dirigir ao Pedro e ao Paulo para lhe dizerem que as torneiras estão a pingar e o chão não anda encerado ou se devem esperar pelo António, pela Catarina e pelo Jerónimo.

Mas para já a Guidinha já percebeu que isto é tudo uma grande confusão e que o mundo era muito mais simples se fosse sempre como era antes, com o Pedro e o Paulo a gerirem e o condomínio e o António a abanar a cabeça e a dizer que sim.

Advertisements

6 pensamentos sobre “A Guidinha anda muito preocupada com isto tudo

  1. Ó Sr. Nicolau muito muito obrigado pelos momentos passados….. está um texto 5 extrelas…..ri-me que nem um perdido e vou-me deitar com uma carrada de MUITO BOA DISPOSIÇÃO.
    ADOREI e É DUM BOM GOSTO.. SÓ POSSÍVEL EM MENTES BOOAS???

    Vou guardar onde já tenho uma carrada.
    Um grande ABRAÇO..
    Dinis Fernandes

    Gostar

  2. Deve o Luís estar a rir-se por lhe terem ressuscitado a Guidinha.
    Tá crescida, mais acomodada, muito menos atrevida… deve ser do tempo que passou… uma pessoa acostuma-se a certas coisas e desiste de tentar outras.
    Obrigada

    Gostar

  3. Só faltou falar naquele senhor do rés-do-chão esquerdo, que anda a fazer uns convites para uns almoços a ver se arranja forma de o condomínio ficar como está, pois pelo menos são os mesmos que têm que consertar as rachas que apareceram nos últimos 4 anos. Se o prédio tiver que vir abaixo, assim seja…

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s