História Universal da Infâmia

(Estátua de Sal, 22/10/2017)

Clara Ferreira Alves

Já publiquei hoje um excelente texto, retirado do Blog Um Jeito Manso, sobre os comentadores televisivos e as suas práticas, mormente sobre a prestação de Clara Ferreira Alves no último Eixo do Mal, no qual vociferou contra o actual Governo, contra António Costa, contra o PS, acusando este de enormes malfeitorias, terminando a lista das mesmas dizendo, e cito, “para já não falar de Sócrates”.

Pois bem, para aferirmos da credibilidade da escriba e comentadora, nada melhor que ler um artigo que publicou na Revista do Expresso, em 19/10/2013 e que aqui deixo. Em “História Universal da Infâmia”, glosando o título de uma conhecida obra de Jorge Luís Borges (a rapariga é culta, pois claro), Clara defende Sócrates com unhas e dentes e acusa Passos Coelho de traidor à Pátria, sendo ele o verdadeiro responsável pela vinda da troika. É por isso que fico cada vez mais espantado com os ataques que faz ao Governo de António Costa e ao partido socialista. Ou talvez não fique. Clara Ferreira Alves é uma anti-comunista primária, inoculada nos tempos da guerra fria, uma frequentadora dos Encontros de Bilderberg a quem o apoio do Partido Comunista a um governo PS, causa ataques de urticária em catadupa.

O mais curioso é que o referido artigo foi retirado do site do Expresso, mostrando o link para o mesmo apenas a cara e a biografia da escriba, como podem ver Aqui. Talvez para não causar muito embaraço à Dona Clara, a quem foram dadas instruções para que, hoje em dia, desdiga tudo o que escreveu.

Subscrevo na íntegra o texto de 2013 de CFA. A rapariga até escreve bem. Pena é que à qualidade de escrita não alie maior memória do passado e maior coerência com o que escreveu e defendeu. Só os asnos não mudam de opinião, costuma dizer-se. Mas uma coisa é mudar de penteado, outra é fazer o pino, como uma acrobata exímia. Clara Ferreira Alves, se alguma vez deixasse de ser uma “vedeta televisiva”, teria lugar garantido no Cirque du Soleil.

Aqui fica, a História Universal da Infâmia, por Clara Ferreira Alves:

 

infAMIA_2

Anúncios

10 pensamentos sobre “História Universal da Infâmia

  1. Essa senhora é uma complexada. Encosta-se a quem lhe convém. Se não colhe os dividendos ambicionados vira a casaca e põe tudo do avesso até uma próxima conquista. É desprezível . Não merece qualquer credibilidade o que diz pois a sua opinião é forjada em mesquinhos interesses.

    Gostar

  2. Já não há pachorra para aturar tal picareta falante!
    É daquelas pessoas que gostam de se ouvir e acham que diz umas coisas importantes que mais não passam de banalidades e frases ocas.
    Intervém amiúde com apartes interrompendo os seus pares, o moderador vê-se grego para passar a palavra a outro e todo o seu discurso soa a falso moralismo e normalmente sem princípio meio e fim.
    Falou em trafulhisses grandes e pequenas e umas maiores nos últimos tempos e outras que ainda não sabemos, sem que ninguém lhe tenha perguntado a que trafulhisses se referia. Mais parecia o ventrículo do discurso da direita.
    Enfim, mais um programa que vou deixar de ver a bem da minha sanidade mental

    Gostar

  3. Outro espécime de modelo algo diferente mas do mesmo calibre demolidor de governos e de quem não gosta ou não vai à bola com a sua enfatuada herança de nobreza política e intelectual é o voz grossa MST. Outro a caminho de imitar a clarinha, sob a capa de engraçadista, é o fedorento que já faz variações apologéticas à volta das opiniões do outro Tavares do governo sombra. O Mexia ainda tenta usar o raciocínio lógico mas acaba arrastado pelos reaccionários dos lados e creio que acabará por perder todo o crédito não obstante ganhar ser concelheiro de Presidentes como Marcelo.
    Todos são oportunistas e corruptos ao trocarem a opinião livre de construção lógica pela opinião da redacção editorial patronal dos media a troco de cheques gordos. Inescapavelmente, tal como a clarinha, depois da caminhada fretista bem paga já não poderão sair mais desse caminho e, finalmente, tornar-se-ão uns crápulas indecentes como hoje são o VPV, o JMF, o Duque, o Vaz e o intragável Barreto.

    Gostar

  4. Só vê e ouve escumalha salafrária quem quer!
    Mas, a partir do momento que se sabe que escumalha salafrária frequenta o Clube do B., então temos a confirmação oficial de que é “escumalha salafrária” com Certificado de Origem.

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s