O CORRUPTO

(Por Dieter Dellinger, 30/10/2018)

moro

O juiz Sérgio Moro vai receber uma elevada PROPINA por ter prendido Lula sem esperar pelos recursos, o que no Brasil é permitido por haver mais de 100 mil assassinos no Brasil que mataram mais de meio milhão de pessoas nos últimos dez anos e que nada têm a ver com um ex-Presidente da Republica.

Mas, ninguém paga propina a Sérgio Moro por condenar assassinos, o que nunca lhe interessou muito, nem a muitos dos seus colegas.

Ao contrário disso, Sérgio Moro vai ser premiado com uma elevada PROPINA como é o cargo de ministro da Justiça por prender Lula.

Quem atua com o objetivo de receber uma recompensa muito elevada é, evidentemente, um CORRUPTO.

Era o que queria o juiz de instrução Carlos Alexandre, ou seja, receber uma grande recompensa por prender o ex-PM J. Sócrates logo à chega a Lisboa vindo de Paris quando tinha recebido um email de Sócrates a dizer que ia a Lisboa apresentar-se livremente para saber o que havia contra a sua pessoa.

Se o fizesse no segredo da Justiça como era suposto, Carlos Alexandre não se tornaria na estrela da extrema direita portuguesa e num futuro ministro da Justiça de um governo Cristas/Rio/Santana ou pior.

Carlos Alexandre tinha de fazer de Sócrates o ator com o papel de mau para a sua encenação teatral, a fim de subir muito na vida, até porque esperava nas eleições a seguir que o PS iria cair nos fundos do inferno devido ao seu trabalho.

Sucede que Alexandre não foi convincente e o eleitorado colocou o PS numa posição agradável com um dirigente extremamente hábil que, sem nada fazer contra o juiz, tornou-se no seu desastre, arruinou a sua carreira para as alturas, pelo menos nos próximos ano e fê-lo tornar-se um ser desprezível pela rejeição que recebe nas sondagens..

 

Anúncios

13 pensamentos sobre “O CORRUPTO

  1. Muito bem. Correcto e certeiro com Moro e exactíssimo tudo o que refere acerca do manhoso e interesseiro posicionamento pessoal de Alexandre, saloio de Mação, no caso Sócrates.
    Só acho que não era preciso o bigodinho, ainda por cima a condizer com o negrume da cabeça do homem, pois o fulano nem é alemão-austríaco (ou será descendente deles?) e o melhor é que seja um brazileiro puro sem disfarces para que o possamos entender bem e estarmos prevenidos com as imitações saloias caseiras.

    Gostar

    • Bem me parecia, mais um post com a inteligência, qualidade e seriedade política e intelectul a que já nos habituaram os neurónios do Dieter Dillinger n’A Estátua de Sal, e que de imediato tenha chamado a atenção do José Neves que mais uma vez madrugou, só poderia ir dar ao nome d’Ele.

      José Sócrates, por cognome O Corrupto (palavra do/s Senhor/es)..

      Gostar

        • não vale o tempo investido na educação do xôtô pressô 🐴 ² para não falar no dinheiro que nos custa para andar por aqui a poluir o ambiente.

          Gostar

      • Nota, prévia (e única em especial dedicada ao bronco perturbado que passou por aqui). Como julgo ter lido correctamente o post, apesar de alguma miopia que servirá sempre de atenuante, esclareço que o comentário supra surgiu depois de ler mais uma prosa miserável do Dieter Dellinger. Nasceu ali, noto, e pretendu resumir, apenas, o cognome que me pareceu que o próprio autor atribuiu a José Sócrates. Considerei muito bem e disse-o, de resto, pois considerei que assim, é claro, a personagem ocuparia devidamente o seu lugar na História de Portugal.

        D. Afonso Henriques “O Conquistador” – 1143-1185
        D. Sancho I “O Povoador” – 1185-1211
        D. Afonso II “O Gordo” – 1211-1223
        D. Sancho II “O Capelo” – 1223-1248
        D. Afonso III “O Bolonhês” – 1248-1279
        D. Dinis “O Lavrador” – 1279-1325
        D. Afonso IV “O Bravo” – 1325-1357
        D. Pedro I “O Justiceiro” – 1357-1367
        D. Fernando “O Formoso” – 1367-1383
        D. João I “O de Boa Memória” – 1385-1433
        D. Duarte “O Eloquente” – 1433-1438
        D. Afonso V “O Africano” – 1438-1481
        D. João II “O Príncipe Perfeito” – 1481-1495
        D. Manuel I “O Venturoso” – 1495-1521
        D. João III “O Piedoso” – 1521-1557
        D. Sebastião “O Desejado” – 1557-1578
        D. Henrique “O Casto” – 1578-1580
        D. Filipe I “O Prudente” – 1581-1598
        D. Filipe II “O Pio” – 1598-1621
        D. Filipe III “O Grande” – 1621-1640
        D. João IV “O Restaurador” – 1640-1656
        D. Afonso VI “O Vitorioso” – 1656-1683
        D. Pedro II “O Pacífico” – 1683-1706
        D. João V “O Magnânimo” – 1706-1750
        D. José I “O Reformador” – 1750-1777
        D. Maria I “A Piedosa” – 1777-1816
        D. João VI “O Clemente” – 1816-1826
        D. Miguel “O Rei Absoluto” – 1828-1834
        D. Maria II “A Educadora” – 1834-1853
        D. Pedro V “O Esperançoso” – 1853-1861
        D. Luís I “O Popular” – 1861-1889
        D. Carlos I “O Diplomata” – 1889-1908
        D. Manuel II “O Patriota” – 1908-1910

        Bernardino Machado “O Manteiga” – 1851-1944
        Sidónio Pais “O Presidente-Rei” – 1872-1918
        Manuel Teixeira Gomes “O Presidente-Escritor” – 1860-1941

        Afonso Costa “O Mata-Frades” – 1871-1937
        Norton de Matos “o Caligula de Angola” (Cunha Leal) – 1867-1955

        António de Oliveira Salazar “O Botas” – 1969
        Adriano Moreira “O Cardeal”

        Costa Gomes “O Rolha” – 1914-2001
        Ramalho Eanes “O Endireita” (Cavaleiro Andante, pseuodónimo, n’O Mirante)
        Mário Soares “O Bochechas” – 1924-2017
        Jorge Sampaio “O Cenoura”
        Aníbal Cavaco Silva “A Múmia”
        Marcelo Rebelo de Sousa “O Celinho”

        Carlos Carvalhas “O Cassete Carvalhas” (Contra Informação)
        Jorge Braga de Macedo “O Adiantado Mental”
        Alberto João Jardim “O Barão” (assim tratado no gang do PSD-Madeira, diz-se)

        Francisco Sá Carneiro “O Chico e o Rico” sendo esta a alcunha de um irmão Ricardo (Maria João Avillez)
        António Guterres “O Picareta Falante” (Vasco Pulido Valente)
        Pedro Santana Lopes “O Loló” (Marcelo Rebelo de Sousa)
        José Sócrates “O Corrupto” (Dieter Dellinger/José Neves n’A Estátua de Sal, hoje)
        Pedro Passos Coelho “O Mister Nice Guy” (Angela Merkel)
        António Costa “O Buda do Chiado” (Luís Pedro Nunes)

        [De memória, fui.]

        Gostar

        • É preciso ser muito vesgo ou sofrer muito de degenerescência macular da idade para vislumbrar o Sócrates na cara do Moro, apesar da pequena pintura debaixo do epístoma nasal. O anónimo deve ter conhecimento de que infelizmente essa doença não tem tratamento, principalmente quando produziu danos nos cones e bastonetes situados na fóvea. Claro que essa carunchose não o permite citar corretamente a frase em que eu atribuo o cognome de Corrupto ao meu amigo José Sócrates de longa data e desde que fiz parte de uma comissão nacional do PS que o escolheu como candidato a líder do PS.

          Gostar

          • Dieter Dellinger, epá!, não te erices com os comentários do tipo que, ele o disse aí em cima, só podem ter como atenuante a sua míopia (coisa de que nem tu, nem o Francisco J. Marques nem a Irmã Lúcia sabem o que é, apesar da pisarem quotidianamente sacristias várias, da expiação dos pecados, os teus e o do teu Best Friend Forever e, ainda, alguns outros escolhidos entre os hereges como eu, claro!, dizia, pois assim poderás almejar, seguramente, o estado de santidade).

            Nota, mesmo importante para ti. Sabes qu’isto é como dizia o Aldo Lima, aqui há uns anos, a propósito da Aparição De Nossa Senhora De Fátima Numa Azinheira Aos Três Pastorinhos: a então irmã Lúcia, que imaginemos que aqui és tu, garantia que A viu porque sabia mais do que os outros, via melhor e usava umas lunetas com 10 dioptrias. Continua a recordares os tempos gloriosos daquele momento de revelação colectiva na tal Comissão Política do PS, portanto, a rezares e a acenderes velinhas a São José e a servires, requintadamente, posts cada vez mais inteligentes na selva do FB porque o tal reality choque, Survivor?, está prestes a começar.

            Ah, e boa sorte com esses treinos. Mas c’a grande cabedal que ali vai, ó meu!

            Gostar

      • Nota, prévia (e única em especial dedicada ao bronco perturbado que passou por aqui). Como julgo ter lido correctamente o post, apesar de alguma miopia que servirá sempre de atenuante, esclareço que o comentário supra surgiu depois de ler mais uma prosa miserável do Dieter Dellinger. Nasceu ali, noto, e pretendu resumir, apenas, o cognome que me pareceu que o próprio autor atribuiu a José Sócrates. Considerei muito bem e disse-o, de resto, pois considerei que assim, é claro, a personagem ocuparia devidamente o seu lugar na História de Portugal.

        D. Afonso Henriques “O Conquistador” – 1143-1185
        D. Sancho I “O Povoador” – 1185-1211
        D. Afonso II “O Gordo” – 1211-1223
        D. Sancho II “O Capelo” – 1223-1248
        D. Afonso III “O Bolonhês” – 1248-1279
        D. Dinis “O Lavrador” – 1279-1325
        D. Afonso IV “O Bravo” – 1325-1357
        D. Pedro I “O Justiceiro” – 1357-1367
        D. Fernando “O Formoso” – 1367-1383
        D. João I “O de Boa Memória” – 1385-1433
        D. Duarte “O Eloquente” – 1433-1438
        D. Afonso V “O Africano” – 1438-1481
        D. João II “O Príncipe Perfeito” – 1481-1495
        D. Manuel I “O Venturoso” – 1495-1521
        D. João III “O Piedoso” – 1521-1557
        D. Sebastião “O Desejado” – 1557-1578
        D. Henrique “O Casto” – 1578-1580
        D. Filipe I “O Prudente” – 1581-1598
        D. Filipe II “O Pio” – 1598-1621
        D. Filipe III “O Grande” – 1621-1640
        D. João IV “O Restaurador” – 1640-1656
        D. Afonso VI “O Vitorioso” – 1656-1683
        D. Pedro II “O Pacífico” – 1683-1706
        D. João V “O Magnânimo” – 1706-1750
        D. José I “O Reformador” – 1750-1777
        D. Maria I “A Piedosa” – 1777-1816
        D. João VI “O Clemente” – 1816-1826
        D. Miguel “O Rei Absoluto” – 1828-1834
        D. Maria II “A Educadora” – 1834-1853
        D. Pedro V “O Esperançoso” – 1853-1861
        D. Luís I “O Popular” – 1861-1889
        D. Carlos I “O Diplomata” – 1889-1908
        D. Manuel II “O Patriota” – 1908-1910

        Bernardino Machado “O Manteiga” – 1851-1944
        Sidónio Pais “O Presidente-Rei” – 1872-1918
        Manuel Teixeira Gomes “O Presidente-Escritor” – 1860-1941

        Afonso Costa “O Mata-Frades” – 1871-1937
        Norton de Matos “o Caligula de Angola” (Cunha Leal) – 1867-1955

        António de Oliveira Salazar “O Botas” – 1969
        Adriano Moreira “O Cardeal”

        Costa Gomes “O Rolha” – 1914-2001
        Ramalho Eanes “O Endireita” (Cavaleiro Andante, pseuodónimo, n’O Mirante)
        Mário Soares “O Bochechas” – 1924-2017
        Jorge Sampaio “O Cenoura”
        Aníbal Cavaco Silva “A Múmia”
        Marcelo Rebelo de Sousa “O Celinho”

        Carlos Carvalhas “O Cassete Carvalhas” (Contra Informação)
        Jorge Braga de Macedo “O Adiantado Mental”
        Alberto João Jardim “O Barão” (assim tratado no gang do PSD-Madeira, diz-se)

        Francisco Sá Carneiro “O Chico e o Rico” sendo esta a alcunha de um irmão Ricardo (Maria João Avillez)
        António Guterres “O Picareta Falante” (Vasco Pulido Valente)
        Pedro Santana Lopes “O Loló” (Marcelo Rebelo de Sousa)
        José Sócrates “O Corrupto” (Dieter Dellinger/José Neves n’A Estátua de Sal, hoje)
        Pedro Passos Coelho “O Mister Nice Guy” (Angela Merkel)
        António Costa “O Buda do Chiado” (Luís Pedro Nunes)

        [De memória, fui.]

        Gostar

  2. Creio que não é algo descartável. A promoção de CA na reunião da Herdade da Urra, parece ser sintomático. E parece estar sempre de reserva par a o que der e vier. Mas isso já se percebe há muito.

    Gostar

  3. O “pobre e pequeno juiz”farta-se de fazer horas extraordinárias para pagar as montanhas de dividas que diz ter. É só dores de cabeça com o pagamento dos empréstimos para a casa em construção, com as amortizações das dividas do cartão de crédito e com os pagamentos dos empréstimos pedidos a um amigo com contas no estrangeiro!!! E ainda acha que pedir dinheiro emprestado a um amigo é crime???? Os pagamentos das horas extraordinárias dão para tudo isto????

    Gostar

Obrigado pelo seu comentário. É sempre bem vindo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.